29.7 C
Espigão d\'Oeste,RO
terça-feira, abril 25, 2017

Arquivos diários: 9 de março de 2017

O curso de ciências contábeis da Fap é eleito o melhor de Rondônia

Os cidadãos de Pimenta Bueno têm mais um motivo para se orgulhar da cidade, pois segundo os resultados da pesquisa, realizada pelo Ministério da educação (Mec), divulgados na última quarta-feira (8), o curso de ciências contábeis da Faculdade de Pimenta Bueno (Fap) é o melhor do estado de Rondônia e está entre os 100 melhores do país.

Além disso, o curso de administração é o segundo melhor. A Fap, ao receber quatro estrelas na avaliação, ficou em segundo lugar entre as melhores faculdades do estado e é a quarta colocada da região norte.

A avaliação é feita através de três importantes indicadores de qualidade: o Conceito Enade, que avalia o desempenho dos alunos, o Conceito Preliminar de Curso, que avalia a qualidade dos cursos, e o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição, que avalia a qualidade das faculdades.

A Faculdade de Pimenta Bueno agradece a dedicação e esforço dos alunos e dos profissionais das instituições, pois é graças a cada um deles que alcançamos este reconhecimento tão importante para nossa instituição.

Continua depois da publicidade

Em 2017, Enem será realizado em 2 domingos – confira as principais mudanças

O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciaram, na manhã desta quinta-feira, 9, em coletiva de imprensa, as mudanças previstas para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. As medidas são resultado do amplo debate do MEC com a sociedade, por meio da consulta pública promovida pelo Inep no começo deste ano.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou a importância do debate e das mudanças para o aprimoramento do exame. “Com essas medidas, nós estamos buscando um aperfeiçoamento operacional do exame e deixaremos prontas todas as adequações futuras pelas quais o Enem terá que passar em decorrência da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que nós esperamos que esteja pronta este ano”, destacou.

Já em relação à consulta pública, o ministro destacou a inciativa da gestão. “Foi uma atitude corajosa do MEC porque, uma vez feita a consulta, você tem que contemplar a opinião pública. E nós sentimos que ela está plenamente contemplada com as medidas que o ministério tomou.”

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, revelou que um dos pontos fortes da mudança é o reforço na segurança do candidato e do resultado do Enem. “Agora, o participante vai se sentir extremamente confortável por poder realizar a prova identificada. Ele vai realizar a prova com o nome dele e o cartão de resposta também terá sua própria identificação. Isso aumenta muito a segurança de cada participante.”

Confira as mudanças:

Datas – A partir de agora, o Enem – que continuará sendo realizando em dois dias e no formato de provas impressas – passa a ser aplicado em dois domingos seguidos, e não mais em um único fim de semana.

Redação ­– Também atendendo a milhares de solicitações, a redação passa a ser realizada no primeiro domingo, juntamente com as provas de linguagem, código e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos. No segundo domingo serão realizadas as provas de matemática e ciências da natureza e suas tecnologias, com 4 horas e 30 minutos de duração.

Certificação – O Enem deixa de certificar o ensino médio, o que volta a ser feito pelo Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja), que é o exame adequado para esse fim, em uma parceria com estados e municípios.

Essas e outras mudanças, apresentadas na coletiva, são parte do resultado do amplo debate promovido pelo MEC, que promoveu uma Consulta Pública por meio do Inep entre 18 de janeiro e 17 de fevereiro deste ano. O resultado da consulta orientou parte dos avanços no exame que passam a valer já nesta edição, a ser realizada nos dias 5 e 12 de novembro de 2017.

A portaria que regulamenta todas as mudanças será publicada em 24 de março. Até 10 de abril está prevista a publicação do Edital. As inscrições para o Enem 2017 serão de 8 a 19 de maio.

Segurança – Os participantes receberão cadernos de questões personalizados (identificado com seu nome e número de inscrição), juntamente com os cartões de resposta encartados na prova, com seu nome e número de inscrição. Até 2016, os participantes recebiam o cartão de resposta separado da prova e faziam a identificação com a cor de sua prova. A novidade dos cadernos personalizados reforça a segurança dos quatro cadernos diferentes e identificados por cores.

O Enem 2017 terá seu resultado divulgado em 19 de janeiro de 2018 e continuará oferecendo resultados por área de conhecimento, individual de cada participante e da base consolidada para uso nos programas governamentais Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Financiamento Estudantil (Fies) e Universidade para Todos (ProUni), entre outros. Mas não haverá mais resultado do Enem por escola. O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) do ensino médio passará a ser universal e não mais amostral para escolas públicas e privadas. Isso permitirá o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) por escola.

Atendimento – A aplicação em dois domingos soluciona a situação dos sabatistas, que acessavam o local de prova no mesmo horário dos demais, mas só começavam a responder as questões às 19h. Os participantes que guardam o sábado por questões religiosas, e representaram 76 mil inscrições em 2016, não ficarão mais submetidos ao confinamento de 5 horas.

Outra mudança é em relação ao atendimento especializado. A solicitação de tempo adicional deverá ser feita no ato da inscrição e não mais na hora da prova. As pessoas com deficiência e que, por esse motivo, precisam de tempo extra, terão que inserir um documento comprobatório que motive a solicitação desse atendimento.

Isenção – O Ministério da Educação seguirá concedendo a gratuidade para concluintes do ensino médio de escolas públicas e pessoas contempladas pela Lei 12.799/2013, que dispõe sobre a isenção de pagamento de taxas para inscrição em processos seletivos de ingresso nos cursos das instituições federais de educação superior. Passam a ser beneficiados os cadastrados no CadUnico junto ao Ministério de Desenvolvimento Social e Reforma Agrária.

A comprovação, a partir do Enem 2017, será mais completa. O participante deverá informar, no ato da inscrição, seu número de Identificação Social (NIS). O sistema de inscrição permitirá busca automática. Em situação excepcional, o participante poderá declarar que atende às condições do decreto e da lei que permitem a gratuidade, mas se for verificado que a declaração é inverídica o candidato pode ser eliminado em qualquer etapa do processo. Até 2016, o benefício era concedido mediante autodeclaração e não havia nenhuma verificação da conformidade da informação.

Na edição de 2016, com 8.627.195 inscritos, 1,1 milhão deles (13%) sequer acessou o cartão de confirmação de inscrição. Além disso, 2,5 milhões (30%) faltaram ao exame. A partir de 2017, o participante que obtiver a isenção do pagamento da taxa de inscrição e não comparecer para a realização das provas perderá o benefício da gratuidade para o Enem 2018, caso queira usá-lo. A não ser que justifique ausência por meio de atestado médico ou documento oficial que comprove a impossibilidade de comparecimento. Não haverá mais justificativa por autodeclaração.

Em 2016, os pagantes representaram 23% (2 milhões) do total de inscritos e 77% dos inscritos não pagaram a taxa. Desses, 59% tiveram a carência deferida por comprovarem baixa renda e 18% por estudarem em escola pública.

Consulta – Disponível de 18 de janeiro a 17 de fevereiro, a consulta pública sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve 601.352 respostas.  A população foi consultada sobre três aspectos. A primeira pergunta questionava se a aplicação deveria manter o formato atual, em dois dias, ou ser realizada em apenas um dia, com uma prova de até 100 questões e redação, e 5 horas e 30 minutos de duração. Trinta e seis por cento dos respondentes votaram por prova em um dia, mas a maioria, 63,7%, preferiu a manutenção em dois dias.

A segunda pergunta complementava a anterior ao consultar a população se, caso o exame continuasse sendo aplicado em dois dias, quais deveriam ser essas opções. Quarenta e dois por cento votaram por provas em dois domingo seguidos, 34% por domingo e segunda-feira (que se tornaria um feriado escolar), e 23%, a minoria, votaram pela manutenção das provas no sábado e domingo de um mesmo fim de semana. A terceira questão buscou a opinião dos brasileiros sobre a aplicação do Enem por computador, mas 70% votaram contra.  Também foi dada ao participante a oportunidade de fazer sugestões para o aprimoramento do exame em um texto de, no máximo, 300 caracteres.

Veja Apresentação

Continua depois da publicidade

PRF detém três homens acusados de estelionato e apreende setenta e dois cartões suspeitos

Por volta das 11 horas desta quarta-feira(08.03), os agentes da Polícia Rodoviária Federal registraram a ocorrência de associação criminosa, estelionato/fraude durante a fiscalização de rotina realizada nas imediações do quilômetro 418 da Br 364, no sentido crescente, em Jaru/RO.

Segundo o relato do boletim de ocorrência, ao abordar o veículo RENAULT/SANDERO EX, ano 2016, de cor prata, que tinha como destino a capital Porto Velho/RO, conduzido por um homem de 52 anos de idade, na companhia dos passageiros de 44 anos e 46 anos, os policiais verificaram que o condutor arremessou para fora do veículo uma pequena bolsa preta e que após a verificação foi constatado que tinha vários cartões de crédito em nome de outras pessoas, em seguida foi averiguado as carteiras e bagagens dos ocupantes do veículo, sendo encontrado outros vários cartões de créditos em nomes de outras pessoas.
Diante dos fatos, os suspeitos foram detidos e a ocorrência encaminhada a Delegacia de Polícia Civil.

Continua depois da publicidade

PM é preso após agredir a ex com socos no Dia Internacional da Mulher

Um policial militar de 31 anos foi preso em flagrante, na tarde desta quarta-feira (8), suspeito de agredir a ex-mulher com socos, uma estudante de 21 anos, em Porto Velho. Conforme a Polícia Militar (PM), a agressão ocorreu na casa da vítima, no Dia Internacional da Mulher, após o soldado ir levar um remédio à vítima.

Depois de ser preso, a mulher contou aos policiais que durante a agressão o homem atirou com o revólver, mas a bala atingiu e danificou as porta dos fundos da residência. O PM negou as agressões em depoimento.

A ocorrência, registrada como “lesão corporal – violência doméstica”, aconteceu na residência da vítima, Bairro Nova Floresta, na Zona Sul da capital. De acordo com o registro policial, a jovem disse que o ex-marido foi à casa dela para pegar o filho e levar a um posto de saúde e, sem motivo aparente, passou a agredi-la com socos. Em seguida efetuou um tiro que atingiu a porta dos fundos da residência.

Depois do disparo o militar saiu, mas voltou logo em seguida procurando o aparelho celular dele. A estudante então saiu pela porta dos fundos e acionou a polícia. Quando os policiais chegaram ao local o PM estava parado, em frente à casa da ex-esposa.

Os agentes fizeram então uma revista no militar e no veículo dele, mas nenhuma arma foi localizada. Questionado sobre a agressão, o policial negou as agressões e afirmou que teria sido atacado pela vítima antes.

O suposto agressor disse ainda que não estava armado e que a mulher teria se apropriado do aparelho celular dele. O caso foi registrado na Central de Polícia, onde o policial militar ficou preso.

Continua depois da publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade