Connect with us

Featured

Uma piscina cheia de ratos

Mega Informa

Published

on

capa_nova_frankNo ano passado, quando surgiu a noticia que a presidenta Dilma Roussef havia cometido crimes de responsabilidade fiscal que, também ficou conhecido como pedaladas fiscais, já haviam vozes no congresso que entoavam o pedido de impeachment.

Bem na verdade, apesar de acreditar que a emissão de títulos sem a devida provisão de fundos pelo mandatário federal seja sim crime e, consequentemente motivo para o rito de afastamento, aquela época o pedido tinha exclusivamente o condão de criar um caos politico em torno da controversa presidenta.

Entretanto, a presidenta amparada pelos 51 milhões de votos conseguia ainda “governar” o país, contudo, a operação Lava Jato que fez 02 (dois) anos no dia de ontem, não havia começado a atirar na cabeça do núcleo politico envolvido em vultuoso esquema de corrupção.

Pois bem, toneladas de informações, delações, denuncias, prisões o amigo leitor está acompanhando diariamente pela TV e os sites especializados, aquilo que sempre desconfiamos (que a maioria dos políticos são ratos imundos corruptos) se confirmou e agora aqui está o povo clamando pelo “Fora Dilma”!

Redundante dizer que, toda manifestação é legitima e o que faz pulsar o coração da democracia, impossível alguém falar que não se emociona com milhões na rua entoando o hino nacional com a mão sobre o peito.

Porem, esse que vos escreve queria atentar para um interessante fato. Dos 65 deputados indicados para a comissão que vai apreciar o pedido de impeachment, 40  receberam dinheiro de empresas investigadas, sendo que, 04 (quatro) desses nobres estão sendo investigado pela própria Lava Jato.

Não é difícil visualizar que, o sistema de campanha eleitoral do país é falido e vicioso, ora, como o eleitor imagina que o candidato paga as despesas de sua campanha? Do próprio bolso?? Evidentemente que não, a gasolina do eleitor corrupto, o caminhão de areia, o tijolo pra obra é paga por empresas “doadoras” que depois cobram do candidato eleito. Entendeu cara pálida do que se trata a Lava Jato?

Desse modo, queria dizer que fui eleitor da Srª Dilma, mas, sou a favor da retirada dessa pelo estelionato eleitoral que ficou evidenciado através das pedaladas fiscais, não coaduno com o pensamento que esteja ocorrendo um golpe e que o Partido dos Trabalhadores esteja sendo perseguido por motivos políticos.

Assim, espero que tudo que esteja acontecendo não seja só com o intuito de trocar nomes, desejo profundamente que seja mudado a ideologia. O estado deve prover o povo e suas necessidades e não apenas “os amigos do rei”.

Não se esqueçam que, na linha de sucessão presidencial se encontram, Michel Temer, Eduardo Cunha, Renan Calheiros e uma remota chance Aécio Neves. Todos amplamente investigados e citados em delações da operação do juiz Sergio Moro.

É a hora da mudança, pra frente que se anda!

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.

Comentários Facebook

Featured

Empresário sul coreano visita produtores rondonienses e estuda exportação de produtos locais

Redação

Published

on

Começa a dar resultado a visita que o vice-governador Daniel Pereira juntamente com o Superintendente de Desenvolvimento Estadual  (Suder), Basílio Leandro Oliveria fizeram a capital da Coreia do Sul, Seul, no período de 28 de julho a 8 deste mês, onde apresentaram o arroz, açaí, café, carne bovina, castanha do Brasil, cupuaçu, milho, peixe e soja de Rondônia aos empresários daquele pais.

 “Estou aqui para comprar produtos de Rondônia para serem comercializados no meu país”, disse o empresário sul coreano Marcelo Lee, da Rok Gear Brazil, ao visitar Bruno Assis, responsável pela Amazônia Coffee, a marca que tem apenas dois anos e conseguiu conquistar casa especializadas e cafeterias devido à alta qualidade do produto genuinamente rondoniense. Acompanhado do Superintendente da Suder, Basílio Leandro de Oliveira, a visita aconteceu na tarde de ontem (16), em Porto Velho.

Bruno Assis disse ao empresário Marcelo Lee que no primeiro concurso que Amazônia Coffe participou, para medir a qualidade do café, o fruto rondoniense alcançou a nota de 87,5 pontos. Apenas 1% do café produzido no mundo está acima de 80 pontos.

Até sábado (19) o empresário sul coreano Marcelo Lee se encontrará com produtores de polpa de frutas, de couro de tambaqui, jacaré e  boi, criadores de peixe e gado, e empresários ligado a exportação de madeira e móveis dos municípios de Porto Velho, Ariquemes, Ji-Paraná e Rolim de Moura.

Fonte: Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendoo

Espigão do Oeste

Paternidade das ambulâncias!

Redação

Published

on

Adaptado: Autor Duke

Comentários Facebook
Continue lendoo

Featured

Em Rondônia, deputados estaduais vão ganhar auxílio alimentação de R$ 6 mil/mês; Hermínio Coelho disse ser contra

Redação

Published

on

Passou a circular na internet, um foto que mostra a publicação feita no Diário Oficial nesta quinta-feira (17), aonde fica instituído que o auxílio alimentação dos parlamentares da Assembleia Legislativa de Rondônia, será de R$ 6.000,00 (seis mil reais) por mês.

Hoje o salário mínimo do trabalhador brasileiro é de R$ 937,00 (novecentos e trinta e sete reais), dessa forma cada deputado deverá ganhar quase 6 (seis) salários e meio por mês, apenas para custear sua alimentação.

Por ano isso deverá custar aos cofres públicos em média R$ 1.728.000,00 ( um milhão, setecentos e vinte o oito mil reais).

Hermínio Coelho

Após a repercussão nos grupos de WhatsApp e no facebook, o deputado estadual Hermínio Coelho (PDT-RO) enviou um áudio no grupo de Whatsapp dizendo que é contra o aumento de regalia e que na próxima terça-feira ele irá propor junto com o deputado Maurão de Carvalho a revogação da resolução. (Ouça abaixo o áudio do deputado)


Veja a resolução na íntegra:

RESOLUÇÃO Nº 377, DE 16 DE AGOSTO DE 2017.

Institui o Auxílio Alimentação Parlamentar. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDÔNIA aprovou, e eu promulgo a seguinte Resolução:

Art. 1º. Fica instituído o Auxílio Alimentação aos Parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, no valor mensal de R$ 6.000,00 (seis mil reais).

Art. 2º. Fica revogado o inciso VI e alíneas a, b, c e d do artigo 2º da Resolução nº 262, de 26 de maio de 2014.

Art. 3º. Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos financeiros a 1º de agosto de 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA, 16 de agosto de 2017.
Deputado MAURÃO DE CARVALHO Presidente – ALE/RO

 

Comentários Facebook
Continue lendoo
Advertisement

Mais visualizados