Publicidade

capa_nova_frankNo ano passado, quando surgiu a noticia que a presidenta Dilma Roussef havia cometido crimes de responsabilidade fiscal que, também ficou conhecido como pedaladas fiscais, já haviam vozes no congresso que entoavam o pedido de impeachment.

Bem na verdade, apesar de acreditar que a emissão de títulos sem a devida provisão de fundos pelo mandatário federal seja sim crime e, consequentemente motivo para o rito de afastamento, aquela época o pedido tinha exclusivamente o condão de criar um caos politico em torno da controversa presidenta.

Continua depois da publicidade

Entretanto, a presidenta amparada pelos 51 milhões de votos conseguia ainda “governar” o país, contudo, a operação Lava Jato que fez 02 (dois) anos no dia de ontem, não havia começado a atirar na cabeça do núcleo politico envolvido em vultuoso esquema de corrupção.

Pois bem, toneladas de informações, delações, denuncias, prisões o amigo leitor está acompanhando diariamente pela TV e os sites especializados, aquilo que sempre desconfiamos (que a maioria dos políticos são ratos imundos corruptos) se confirmou e agora aqui está o povo clamando pelo “Fora Dilma”!

Redundante dizer que, toda manifestação é legitima e o que faz pulsar o coração da democracia, impossível alguém falar que não se emociona com milhões na rua entoando o hino nacional com a mão sobre o peito.

Porem, esse que vos escreve queria atentar para um interessante fato. Dos 65 deputados indicados para a comissão que vai apreciar o pedido de impeachment, 40  receberam dinheiro de empresas investigadas, sendo que, 04 (quatro) desses nobres estão sendo investigado pela própria Lava Jato.

Não é difícil visualizar que, o sistema de campanha eleitoral do país é falido e vicioso, ora, como o eleitor imagina que o candidato paga as despesas de sua campanha? Do próprio bolso?? Evidentemente que não, a gasolina do eleitor corrupto, o caminhão de areia, o tijolo pra obra é paga por empresas “doadoras” que depois cobram do candidato eleito. Entendeu cara pálida do que se trata a Lava Jato?

Desse modo, queria dizer que fui eleitor da Srª Dilma, mas, sou a favor da retirada dessa pelo estelionato eleitoral que ficou evidenciado através das pedaladas fiscais, não coaduno com o pensamento que esteja ocorrendo um golpe e que o Partido dos Trabalhadores esteja sendo perseguido por motivos políticos.

Assim, espero que tudo que esteja acontecendo não seja só com o intuito de trocar nomes, desejo profundamente que seja mudado a ideologia. O estado deve prover o povo e suas necessidades e não apenas “os amigos do rei”.

Não se esqueçam que, na linha de sucessão presidencial se encontram, Michel Temer, Eduardo Cunha, Renan Calheiros e uma remota chance Aécio Neves. Todos amplamente investigados e citados em delações da operação do juiz Sergio Moro.

É a hora da mudança, pra frente que se anda!

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.