Publicidade

Inaugurado pelo governo estadual em Outubro do ano passado, na Linha 25, RO-010, km 01, saída para Rolim de Moura, o abatedouro de suínos Frigo Oeste tornou-se exemplo de trabalho e dedicação, atendendo também aos municípios de Nova Brasilândia d’Oeste, Novo Horizonte, Santa Luzia d’Oeste e Alta Floresta, além dos distritos de Migrantinópolis e Nova Estrela. Sob a administração de Adaldto e família, o abatedouro emprega seis pessoas e abate 10 cabeças de suínos por dia, cada um pesando em média 100 quilos, o que dá aproximadamente três mil quilos por mês. A capacidade de estocagem na câmara frigorifica é de sete mil quilos, mas em breve será ampliada.

A agroindústria marcará presença na 5ª Rondônia Rural Show, Feira Agropecuária, que será realizada de 25 a 28 deste mês, em Ji-Paraná.

Para Adalto, o mais importante é que todos os animais abatidos são adquiridos na própria região, gerando mais empregos indiretamente, mantendo um sistema de engorda para mais de 150 suínos no próprio abatedouro, onde tem assistência e acompanhamento dos técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO). “Quero produzir e crescer bem mais, pois pretendo ser uma referência no abate de porcos em todo o Estado de Rondônia, e vejo na 5ª Rondônia Rural Show uma grande oportunidade de realizar grandes negócios, tanto de venda quanto de conhecimentos e tecnologia nova para trazer para meu abatedouro. Estou sonhando alto, e com ajuda do governo estadual vou realizar meus sonhos”, disse.

O Frigo Oeste é uma das agroindústrias da região da Zona da Mata que estão completamente regulamentadas, inclusive com os selos do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e o Serviço de Inspeção Federal (SIF), podendo comercializar seus produtos para todo o Brasil.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.