Publicidade

A equipe de coordenação da Sala de Situação da Defesa Civil de Pimenta Bueno e a prefeita Juliana Roque, convocaram a imprensa pimentense para uma coletiva na manhã desta quarta-feira(15), para fazer um balanço do primeiro dia de enchente e as ações que estão sendo tomadas pela administração.

Desde a tarde da última segunda-feira (13), a Prefeitura de Pimenta Bueno, através da Coordenadoria de Defesa Civil, iniciou os trabalhos de coordenação das ações de pronta-resposta às fortes chuvas que caíram na região, principalmente na região do cone-sul rondoniense. O evento foi caracterizado pela alta incidência pluviométrica e concentração.

A coletiva de imprensa realizada no Gabinete da Prefeita, contou também com a participação do 2º Ten. BM Jonas Ferreira de Souza, Alcimar Pereira responsável pela equipe operacional e coordenador da Sala de Situação montada para atender o evento.  A prefeita Juliana Roque relatou a imprensa que as equipes estão preparadas para atender a população atingida pelas cheias.

“A equipe operacional da Defesa Civil apresentou a situação que poderia atingir o município já na segunda-feira e desde então empenhamos nossos secretários e todo o contingente disponível para atender a população afetada pelas águas. Agora pela manhã a Prefeitura de Primavera de Rondônia destinou caminhões para ajudar nossas equipes na retirada de moradores”, afirmou a prefeita.

A chefe do Executivo Municipal apresentou também os dados de atendimentos realizados pelas equipes até a meia-noite da terça-feira.

“Cerca de 17 famílias foram atendidas até a meia-noite de ontem, dessas, 7 foram abrigadas por nossas equipes nas igrejas locais e outras 10 famílias são consideradas desalojadas e estão nas casas alugadas, de parentes ou amigos. Este número deverá aumentar ainda mais durante o dia de hoje”, informou Juliana Roque.

A prefeita agradeceu todas as entidades, igrejas, cidadãos e as equipes que estão colaborando com os trabalhos de retirada das famílias das áreas de risco.

O Tenente do Corpo de Bombeiros, Jonas Souza, afirmou que durante todo o dia na terça-feira, a medição da régua marcava aumento de 1 cm por hora, já no período noturno o aumento do nível do rio saltou para 4 cm por hora.

“Realmente temos um grande volume de água e muitas chuvas nas cabeceiras dos nossos rios, na noite de ontem a régua marcava 9,30 metros, as 20h45. Na última medição que fizemos agora pela manhã tivemos um aumento do nível de 0,47 cm”, afirmou o 2º Ten. BM Jonas Ferreira de Souza.

Além dos Bombeiros Militares, os alunos do Curso de Bombeiros Civil estão trabalhando junto às equipes de atendimento.

O coordenador da Sala de Situação, Alcimar Pereira, alerta a população para que tome os devidos cuidados na condição de enchente.

“A Defesa Civil desde segunda-feira, alerta a população para as medidas que devem ser tomadas em relação as enchentes. É importante a população arrumar todos os pertences, encaixotá-los, guardar documentos, pessoas que sofrem de doenças crônicas devem guardas os seus remédios, desligar a energia elétrica para evitar acidentes, não permitir que crianças brinquem na água das cheias para evitar doenças e procurar abrigo em local seguro”, informou Alcimar.

Situação atual

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), prevê mais chuvas para os próximos dias para o município. “Estamos com um alerta chamado de laranja. Isso significa que é um volume de chuvas capaz de provocar deslizamentos, desmoronamentos e transbordamento de rios”, finalizou Alcimar.

A equipe declarou que ainda hoje decretará estado de emergência no município.

Telefones de Atendimento:

CORPO DE BOMBEIROS – 193

DEFESA CIVIL: 69 9 9984 9877 E 9 9996 7155

CRAS – Centro de Referência e Assistência Social, rua Ricardo Franco, 372, Jardim das Oliveiras.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.