Portal Espigão
Informação a Serviço da População

Aprovada liberação de R$ 4 milhões para compra de 3 milhões de mudas de café clonal para pequenos produtores rondonienses

0

O Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia (Conder) aprovou por meio da Resolução nº 020/17, a aquisição de três milhões de mudas de café clonal – BRS Ouro Preto – para distribuição gratuita entre as centenas de micro e pequenas propriedades de Rondônia, segundo informou nesta quinta-feira (21), em Porto Velho, Basílio Leandro, superintendente de Desenvolvimento do Estado (Suder).

Segundo o superintendente o Governo vai desembolsar R$ 4,2 milhões para compra certificada dessas mudas, que são de uma variedade singular desenvolvida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para atender as exigências e aptidão do solo e clima de Rondônia, que já estão resultando num desempenho extraordinário de produtividade, com uma estimativa de produção para esta safra de cerca de 2 milhões de sacas, gerando com isso o reconhecimento (internacional) da qualidade do café e capacidade produtiva de Rondônia, e de quebra, gerando maior rentabilidade para o produtor rural.

Satisfeito com o desempenho, o titular da Suder fez ver que o aspecto mais importante desse projeto que tem a marca de concepção do governador Confúcio Moura, é o fato de que nenhuma área foi aberta – não houve derrubada de floresta – para plantação de novas lavouras de café. Na verdade, explicou, as áreas são as mesmas, apenas dotadas de melhores recursos, manejo, calcário – distribuído gratuitamente pelo Governo -, e de mudas clonais de café de alto rendimento e qualidade, também distribuídas pelo Governo gratuitamente às pequenas propriedades.

Publicidade

De acordo com o superintendente Basílio Leandro, as três milhões de mudas serão adquiridas de viveiristas cadastrados pela Embrapa, e caberá a Empresa Estadual de Assistência de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), todo o trabalho de seleção dos agricultores e a distribuição em época adequada para o plantio.

Dessa forma, além da seleção dos agricultores a serem beneficiados, cabe a Emater fazer a distribuição das mudas e prestar toda a assistência técnica necessária, do plantio à colheita do café. Técnicos da empresa vão percorrer as propriedades levando orientações sobre todo o processo de produção e manejo, forma de plantio, adubação, número médio de hastes, sistema de condução de cafeeiros, desbrota e poda, medidas de controle de pragas, irrigação, colheita, secagem e armazenamento.

Nunca é demais lembrar que o Estado de Rondônia é o segundo maior produtor de café conilon do país, com quase 2 milhões de sacas, e o quinto maior do Brasil, no geral. O desempenho rondoniense deve-se basicamente a substituição das lavouras tradicionais pelas lavouras com técnicas de plantio, manejo e produção modernos, e principalmente pela utilização de mudas de café melhoradas geneticamente (clonais), que mantêm as características genéticas da planta matriz e garantem a homogeneidade da lavoura, com maior tamanho de grãos, maior uniformidade de maturação dos grãos, melhor qualidade e maior produtividade.

Comments
Carregando comentários...