Portal Espigão
Informação a Serviço da População

Com melhor Ideb do Brasil, reforma educacional em Sobral começou em 2001

0

A experiência do município de Sobral (CE) que reverteu um processo de fracasso escolar nas series iniciais do ensino fundamental foi relatada na terça-feira, 5, pela vice-governadora do Ceará Izolda Cela no seminário Maria  Aparecida Rodrigues – Políticas Inovadoras para a Educação, realizado no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintero).

Izolda Cela foi durante três anos secretaria ajuda da Educação do município e outros três na condição de titular, totalizando seis anos de gestão, a partir de 2001. Em 2007 foi nomeada secretaria da Educação do Ceará, com a eleição de Cid Gomes para o governo. O Estado tem as melhores avaliações em leitura, matemática e língua portuguesa  no Brasil.

“Em 2001 foi iniciada uma reforma educacional para reverter os péssimos indicadores escolares que se verificava em Sobral. Tive a oportunidade de aprender muito, e compartilhar esta experiência com vocês é muito bom, agradeço ao vice governador Daniel esta oportunidade”, disse Izolda.

Mesmo com o melhor Indice de Desenvolvimento da Educação Basica (IDEB) do Brasil, nota 8,8, superior a meta nacional de 6,0 estabelecida para o ano 2021, a vice-governadora esclareceu que não há uma ilha de perfeição. “Existem muitos desafios ainda,” disse Cela.

O quadro encontrado foi de uma taxa de distorção/série altíssima, chegando a algumas escolas em até 60%, e o abandono também tem relevo, mas os indicadores oficiais não eram confiáveis. “Mostravam-se benevolentes. Porque muitas escolas fechavam antes de acabar o ano, em razão do abandono”, disse, registrando a vulnerabilidade social em Sobral, com nível de pobreza acentuado na ocasião.

“Faço uma síntese de macro elementos que permitiram um movimento vigoroso de melhoria na  educação. Compromisso político e decisão estão entre eles. Nós não poderíamos acoitar que nas escolas públicas os alunos sequer saibam ler. Mais da metade dos meninos que estavam terminando já a terceira serie eram analfabetos, e outros estavam em níveis muito graves de analfabetismo funcional”, explicou.

Decisão e compromisso político, continuou a palestrante, são catalisadores, fundamentais   para permitir que o time que está em campo trabalhe melhor e mude as condições de ensino com perspectivas de sucesso. “É importante segurar critérios, não deixar que a política partidária atravesse critérios, porque do contrário não há avanços”, disse Izolda Cela, recebendo aplausos.

Em Sobral, além da mudança nas condições estruturantes da rede escolar foram definidas como metas de trabalho um programa de alfabetização para as crianças, que inclusive inspirou o programa nacional de alfabetização do Ministério da Educação; garantia da alfabetização de 100% das crianças de 6 e 7 anos; garantia da alfabetização de todos os alunos ainda não alfabetizados de 2a a 4asérie; estabelecimento de metas de aprendizagem para a 1a série básica (6 anos) e 1a série regular (7 anos); estabelecimento de critérios para lotação de professores; implementação de apoio às práticas pedagógicas das escolas; formação continuada dos gestores escolares; formação continuada das professoras alfabetizadoras; gratificação salarial para professoras alfabetizadores; material didático para todos os alunos das salas de alfabetização e material de apoio pedagógico para alunos e professoras.

O vice-governador Daniel Pereira disse que o Brasil continuará no fim da linha na educação caso não trate como prioridade absoluta o setor, fazendo um apelo aos profissionais e gestores municipais da educação presentes para que persigam boas práticas e foco nos alunos. “Não dá para admitir um IDEB com nota pouco maior que 3,” disse.

Comentários

Source Secom
Via Secom

Leave A Reply

Your email address will not be published.