Portal Espigão
Informação a Serviço da População

Curso de panificação promove segurança alimentar e aumento da renda familiar em comunidades agrícolas de Rondônia

0

A Entidade Autárquica de assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) realizou, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), na comunidade do Boto, da agrovila Porto Verde, curso de panificação para 15 agricultores familiares. Além de capacitá-los à fabricação de panificados, fortalecendo a segurança alimentar e nutricional das famílias, o curso objetivou incentivar a agregação de valores aos produtos locais e oferecer às famílias alternativa para ampliação da renda familiar.

O curso também promoveu a integração da comunidade, visando estreitar o relacionamento entre os participantes e proporcionar a troca de conhecimento, das dificuldades, das receitas e das experiências entre eles.

Foram produzidos aproximadamente, 50 quilos de pães com receitas diversas que valorizaram os produtos da unidade familiar, como abóbora, inhame, raiz de macaxeira, gengibre, coco, amido de mandioca, ovos caipira, leite de vaca, leite de castanha da Amazônia, entre outros.

A extensionista da Emater-RO, Virginia Avelar, destacou que a agregação de valor à produção local é importante em toda comunidade camponesa, pois “incentiva a diversificação das unidades produtivas familiares (UPFs), propicia segurança alimentar e ampliação das rendas nas comunidades, sendo perfeitamente possível em pequenas áreas mediante o cultivo de quintais produtivos, se constituindo também numa estratégia para baratear o custo operacional das UPFs”

Um dos participantes, o agricultor Moisés, 29 anos, mesmo com transtornos neuropsiquiátricos obteve ótima desenvoltura durante a capacitação. “Durante o primeiro dia Moisés apresentou comportamento tímido, havia necessidade do olhar de sua irmã, Antônia, para que ele pudesse desenvolver as atividades”, explicou Virginia, complementando que no decorrer do curso ele já apresentou iniciativa própria, se mostrou comunicativo e com desenvolvimento surpreendente das habilidades artesanais.

A agricultora Antônia, irmã de Moisés, contou que acreditava que seu irmão não conseguiria confeccionar as receitas devido às suas limitações. “Mas Moisés mostrou que é capaz, que ele consegue, e que a compreensão do convívio em grupo já está formada. Fiquei muito feliz pela atenção que todos tiveram com ele e por me despertarem do potencial que ele tem”, pontuou.

Para a extensionista da Emater-RO, as ações sociais apresentam resultados qualitativos que não podem ser mensurados. “O despertar para o empreendedorismo por parte dos envolvidos, com a possibilidade de comercialização dos panificados para os programas governamentais, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), também é um indicativo de que a ação da Emater gera oportunidades nas comunidades atendidas”, reforçou.

Comments
Carregando comentários...