Portal Espigão
Informação a Serviço da População

Da tribuna da Câmara Federal, Marinha Raupp se defende da acusação de Henrique Prata (Vídeo)

 

Os dias tem sido atípicos para o casal Raupp, acostumados a subir ao palco ao som de palmas e fogos de artifícios, o casal tem percebido nos últimos dias, que do palco também é possível ouvir vaias e ranger de dentes.

No final de semana a deputada que exerce seu sexto mandato por Rondônia, foi a protagonista de uma acusação feita pela diretor do Hospital de Câncer de Barretos, o senhor Henrique Prata.

A temperatura ainda não tinha ficado nem “morna” com relação a denúncia da esposa, quando o Senador Valdir Raupp passou a figurar o banco dos réus da Lava Jato. Acusado de receber propina através de doação de campanha, Raupp apareceu como manchete nos principais veículos de comunicação do Brasil, era Rondônia que mais uma vez aparecia de forma desonrosa perante a mídia nacional.

Em nota, o Senador disse acreditar que a contribuição oficial de campanha devidamente declarada, não pode ser considerada como indício de ilicitude. A priori o STF parece discordar do Senador, uma vez que aceitou a denúncia e levou Valdir Raupp ao banco dos réus.

MARINHA RAUPP

Hoje (08), durante sessão na Câmara Federal, a deputada Marinha Raupp discursou e aproveitou para se defender das acusações feitas por Henrique Prata. Durante os últimos dias a deputada chegou a postar notas em redes sociais e um vídeo aonde o Ministro da Saúde Ricardo Barros diz que a parlamentar tem buscado colaborar sempre que possível com as obras do Hospital de Câncer da Amazônia.

 

 

 

 


Contudo, até o momento os comentários dos internautas e futuros eleitores tem sido de reprovação a deputada, a grande maioria parece optar pela palavra do Henrique Prata.

No vídeo a parlamentar se defende, mas parece optar por não citar em momento algum o nome do Senhor Henrique Prata. Até porque as redes sociais tem deixado claro que não é uma boa ideia chamar de mentiroso o ilustríssimo senhor Henrique Moraes Prata.

“Diretor-geral do Hospital de Câncer de Barretos (HCB). Empreendedor nato, é fazendeiro, agropecuarista e piloto privado e comercial. Cedo optou pelo trabalho em detrimento dos estudos. Aos 15 anos, já trabalhava na fazenda de seu avô. Aos 37 anos, abraçou a mais difícil de todas as tarefas: administrar o HCB. Sem curso de medicina, jaleco branco ou estetoscópio, levou adiante o que se tornou sua missão de vida: curar milhares de pessoas com câncer em um atendimento gratuito, humanizado e de qualidade, captando e gerindo recursos para manter o Hospital. Recolhendo doações de empresários, fazendeiros, artistas e figuras públicas, conseguiu transformá-lo em um dos maiores centros de tratamento oncológico do planeta. Incansável, já percorreu 21 países para trazer as melhores técnicas de medicina para o Hospital, o que rendeu prêmios e prestígio internacional.

Falar mal de homem com essa biografia, seria quase uma blasfêmia.

#poucasnemsempreboas
por Roney Ribeiro

Comments
Carregando comentários...