Publicidade

Dez pessoas foram presas por dirigir embriagados, entre a noite de domingo (26) e a madrugada desta segunda-feira (27), durante a blitz da Operação Lei Seca realizada no Bairro Floresta, em Porto Velho. As abordagens e prisões foram realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pelo Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO).

Em um dos casos, uma mulher foi abordada e foi constatado que a CNH dela estava vencida, assim como o licenciamento do veículo. A mulher não aceitou fazer o teste do bafômetro alegando que teria ingerido bebida alcoólica.

Publicidade

Conforme o registro policial, a mulher apresentava sinais na capacidade psicomotora alterada em virtude da embriaguez. Ela foi presa e levada para a Central de Polícia.

Outro homem, de 35 anos, dirigia o próprio carro quando foi abordado e realizou o teste do bafômetro, que apontou 0,72 mg/l. Com a embriaguez constatada, ele foi detido e levado para a Central de

Foi feita também abordagem em um jovem de 23 anos que passava pelo local. O jovem foi convidado a realizar o teste do bafômetro, que apontou 0,40 mg/l, valor acima do permitido. Foi dado voz de prisão ao jovem e levado para a Central de Flagrantes.

Lei Seca
É considerado crime quando o motorista é flagrado conduzindo veículos com índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

A pena de detenção pode variar de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece multa de R$ 2.934,70, além de sete pontos na carteira. Os condutores também tiveram a CNH apreendida. Se o motorista tiver cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores, o valor da multa é dobrado.

PublicidadeOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.