Portal Espigão

Notícias

Enchente em Porto Velho – A culpa é da Usina de Santo Antônio, dizem moradores na ALE

Enchente em Porto Velho – A culpa é da Usina de Santo Antônio, dizem moradores na ALE
fevereiro 17
15:01 2014

Para o representante das famílias desabrigadas , Rosan Rodrigues Barbosa, a culpa da cheia do Rio Madeira, de forma repentina, é da usina de Santo Antônio.

moradores de vários bairros de Porto Velho que estão desabrigados por conta da cheia do Rio Madeira. O grupo foi recebido pelo primeiro vice-presidente da Casa, deputado Maurão de Carvalho (PP),  que ouviu  as reclamações e,  após manter contato com o presidente da Assembleia Legislativa,  Hermínio Coelho (PSD), anunciou a realização de audiência pública na próxima quinta-feira (20), ás 9:00 horas, para debater o problema e buscar soluções, especialmente sobre a responsabilidade do que está acontecendo.

Para o representante das famílias desabrigadas , Rosan Rodrigues Barbosa, a culpa da cheia do Rio Madeira, de forma repentina, é da usina de Santo Antônio. “Eles estiveram conosco fazendo uma espécie de cadastro para abrigar as famílias desabrigadas, mas tudo não saiu do papel,  e até hoje não recebemos nenhum tipo de assistência da usina e nunca mais ninguém voltou ao nosso bairro”, afirmou.

Neudimar Lira Costa , morador do Triângulo há 40 anos,  disse que precisou alugar uma casa e se mudar com a família para outro bairro. “Preferi alugar uma casa, mesmo sem condições, do que ficar a espera da tal assistência da Usina de Santo Antônio e do poder público. As famílias que foram levadas para escolas sofrem com a falta de água e alimentos. Nem banheiros suficientes eles têm”, declarou.

Ele também disse que os moradores que ainda permanecem em suas casas, mesmo com a água invadindo, agora enfrentam outro problema, que é a falta de energia elétrica. “A Eletrobrás desligou nossa energia, e o que já estava ruim ficou ainda pior”, lamentou. Os moradores reclamaram muito sobre a falta de assistência dos mais diversos setores do poder público.

O deputado Maurão afirmou que essa ausência dos responsáveis por esse problema já era esperada. “Já tínhamos dificuldades em manter contato com eles. Agora ficou mais difícil. Em pouco tempo o consórcio acaba e todos vão embora,  deixando para trás um rastro de destruição”, declarou.

Fonte: Tudo Rondônia

Por conta disso, Maurão afirmou que a Casa de Leis vai exigir a presença de representantes da Usina de Santo Antônio, bem como da Prefeitura Municipal de Porto Velho, Defesa Civil, Bombeiros, Ministério Público do Estado (MPE), Ministério Público Federal (PMF), além de representantes do Poder Executivo. A proposta de audiência será votada nesta terça-feira (18),  logo após a sessão ordinária que marcará a abertura dos trabalhos legislativos de 2014.

Você vai gostar também

Facebook