Publicidade

Quase 85 mil estudantes que fizeram as provas do Enem, tiraram zero na Redação. No ano passado, o número tinha sido pouco mais de 53 mil, o que demonstra que, ao invés de melhorar, a qualidade do ensino no país só decai. Como alunos do segundo grau, prestes a entrar numa Universidade (ao menos estão tentando chegar lá!), conseguem tirar nota zero numa matéria fundamental como a Redação? Fácil  de responder. Porque não estão sendo ensinados corretamente. Não são cobrados para ler mais, que é a única forma de escrever corretamente. Não são ensinados a interpretar textos e nem concluir sobre temas debatidos. Especializam-se, fora da sala de aula, em criar linguagem própria nas comunicações pelo Facebook e tornam-se analfabetos funcionais no seu próprio idioma. Claro que há questões absurdas que dão zero, como para o estudante que desrespeita o que o processo esquerdizante do ensino chama de “ataque aos direitos humanos!”. Basta por exemplo o aluno escrever  que não aprova quem é gay, para correr o risco de tirar zero. Mas a maioria é de gente burra mesmo, que sai da sala de aula sem aprender nada e que vai para o Enem completamente perdida. Há também o outro lado, os dos que fazem redações perfeitas, mas que, infelizmente, foram apenas 77 entre milhões de participantes das provas do final do ano passado. A proporção é essa: 77 com nota máxima e quase 85 mil com zero. Fora outros milhares que tiraram 1, 2, 3 e por aí vai…

“Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” foi um bom tema para a Redação do Enem. Assunto que é comum  em todo o país e que qualquer pessoa, com  um pouco de informação, pode fazer um texto senão brilhante e criativo, ao menos feijão com arroz. Mas, infelizmente, nem isso, para milhares e milhares de pobres coitados que saem das escolas quase tão mal preparados quanto entraram. Na maioria dos casos por culpa deles mesmos, os alunos, que se tornaram preguiçosos e não aceitam cobranças. Mas, também, lamentavelmente, por causa da péssima qualidade do nosso ensino, em muitas escolas politizadas e onde os professores falam mais de socialismo do que das matérias que têm que ensinar.

FILMES DE CONSPIRAÇÃO

Muitas investigações sobre o acidente aéreo que matou o ministro Teori Zavascki estão em andamento. Aeronáutica, Polícia Federal, polícia do Rio e até setores de segurança do Governo Federal estão envolvidos. Claro que nunca se pode ignorar qualquer ação criminosa, até que as investigações estejam concluídas, mas acidentes aéreos dificilmente ficam sem explicação. Não se deve imaginar que um atentado esteja fora de cogitação, mas é extremamente difícil, para não dizer quase impossível, que se pratique um crime desses sem se descobrir o que e quem o fez. As teorias de conspiração se multiplicam, até incentivadas por declarações oficiais dúbias. Mas, até provas consistentes em contrário, foi mais um acidente aéreo lamentável. Por erro humano, por falha mecânica, por causas que serão encontradas na pesquisa do acidente. Afora isso, é muito exercício de filmes de mistério. Esperemos, portanto, para ver no que dá.

LINCHAMENTOS

Ladrão, ao invés de estar na cadeia, está solto, nas ruas, apenas para continuar roubando. A população não aguenta mais essas coisas e começa a reagir com truculência. Não se apoia a violência, mas tem que se compreender que os cidadãos de bem não suportam mais essas leis que só beneficiam criminosos. Na noite dessa quinta, um bandido roubou uma moto, na maior cara de pau, na frente da casa do dono do veículo. Perseguido, levou uma surra de um grupo de pessoas, inconformadas com a falta de segurança e com a ladroagem que assola Porto Velho. O marginal foi salvo pela PM, que aliás, tem salvo a pele de muitos bandidos, quando eles caem nas mãos do populacho. O problema vai ser quando os policiais não chegarem a tempo, como não chegam para salvar aqueles que são roubados e assaltados. Daí, é bom que os bandidos encomendem suas almas ao inferno, porque para o céu, certamente eles não irão…

CORAGEM DE FALAR

O abandono das fronteiras à própria sorte, permitindo que o tráfico de drogas deite e role, trazendo toneladas de cocaína, principalmente, da Bolívia para o Brasil, para abastecer os grandes centros do país e levada também para o exterior, é a principal causa do enriquecimento absurdo do crime organizado. Com fronteiras escancaradas, ao lado do país que é o maior produtor mundial de cocaína, não há esforço que traga resultados, no sentido de combater a imensa e incontrolável violência que assola nosso país. Essa é, por exemplo, a certeza do secretário se segurança do Estado, coronel Caetano, sempre que fala sobre o tema. Mas há outra questão. Enquanto as autoridades federais e estaduais continuarem baixando as calças para os presos, permitindo que eles mandem e desmandem dentro e fora das cadeias, também não haverá controle da criminalidade absurda. Mas sobre isso, quem tem coragem de falar?

OLHOS BEM ABERTOS

O número é impressionante, embora não tenha atendido a todos os que necessitam desse tipo de apoio da Medicina especializada: a Policlínica Osvaldo Cruz atendeu, no ano passado, nada menos do que 20 mil rondonienses com problemas oftalmológicos. Foram consultas e centenas e centenas de cirurgias, diminuindo significativamente a fila dos que esperam por sua vez para tratarem de problemas nos olhos. O secretário Williames Pimentel comemora, destacando os números de Rondônia, nesse quesito e  lembrando que para diminuir a enorme espera que se formava, foi diminuída sensivelmente, graças a vários mutirões. Para 2017, a intenção é dar continuidade a esse trabalho, com atendimento a milhares de pessoas, através do SUS. Pimentel diz que o avanço no atendimento às pessoas com problemas oftalmológicos é uma das prioridades da Secretaria de Saúde.

A GRANDE PRIORIDADE DO MP

A violência também toma conta do Distrito Federal. Tanto em Brasília como nas cidades satélites, a situação é caótica, como o é em todo o país. Mas também há outros problemas gravíssimos, como falta de infraestrutura, invasão ilegal de terras, quadrilhas e facções criminosas ampliando suas ações e envolvendo até crianças no tráfico de drogas. Mas o que é mais importante para o poderoso Ministério Público do DF? Alguma dessas imensas dificuldades da população? Nada disso. O MPF entrou na Justiça e está usando todos os esforços possíveis, para que seja cumprida uma lei anti homofobia, aprovada no ano 2000  e que até hoje não foi regulamentada. Segundo o MPF, não aplicação da lei viola os direitos fundamentais à população lésbica, gay, bissexual, travesti e transexual. Isso sim, é que é enorme prioridade!

PERGUNTINHA

Até quando serão consideradas como verdadeiras informações do Facebook, que apontam como certeza absoluta de que a morte do ministro Teori Zavascki foi um atentado e não um acidente?

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.