Publicidade

Um novo modelo de gestão foi implantado no Centro Técnico Estadual de Educação Rural Abaitará (Cetec), em Pimenta Bueno, com a posse de representantes de vários segmentos da iniciativa privada no primeiro Conselho Administrativo da escola.

O envolvimento dos conselheiros que atuam na iniciativa privada tem o objetivo de fortalecer a gestão escolar na preparação dos alunos para o exigente mercado de trabalho. No ato da posse, os membros do conselho aderiram à sugestão do governador Confúcio Moura, firmando o compromisso de facilitar o acesso dos estudantes aos estágios obrigatórios nas empresas da região.

Continua depois da publicidade

Tomaram posse como conselheiros titulares: Deverson Brognoli, Ezequias Júnior, Obedran Eremita, Divino Cardoso e Ademir Souza.  A suplência ficou com Hélio Dias de Souza, Paulo Sérgio Pereira, Eugênio Júnior, Rud de Ross e Elani Aparecida Dias.

“É com muito orgulho que assumo esta função de conselheiro. Estudei aqui, e vou atuar para melhorar a formação dos estudantes. O Abaitará tem que ser um diferencial em educação”, declarou o conselheiro Brognoli, anunciando que vai disponibilizar um trator para atuar na lavoura de café e um técnico para ensinar sobre operação e manutenção da máquina.

“O menino precisa sair daqui preparado. Pronto para o mercado de trabalho”, pontou o governador, na solenidade que empossou os conselheiros dos segmentos comerciais, industriais e serviços, e que mantêm atividades no setor produtivo rural. Os conselheiros ocupam a função por dois anos podendo ser reeleitos por igual período.

O Cetec tem o Instituto de Desenvolvimento da Educação Profissional como mantenedor e teve um ganho de 270% em números de vagas abertas em 2017. São 300 vagas para os cursos técnicos de agroecologia, agropecuária, aquicultura, agronegócio e informática. Na cerimônia de posse, o governador ainda atendeu pedidos de professores e anunciou a construção de dois laboratórios, um de física e outro de química. As aulas iniciam no próximo dia 6 em regimes integral e de internato.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.