Portal Espigão
Informação a Serviço da População

Jovem é preso após agredir ex-mulher e incendiar a casa dela em RO

Publicidade

Um homem de 29 anos foi preso suspeito de agredir a ex-mulher e incendiar a casa onde ela reside, nesta segunda-feira (20), no Bairro Almirante Tamandaré, em Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. Várias denúncias anônimas informaram à Polícia Militar (PM) sobre o crime e o suspeito acabou preso minutos depois de fugir do local do incêndio. O imóvel ficou parcialmente destruído pelo fogo.

Conforme registro policial, a mulher relatou que estava na residência ingerindo bebidas alcoólicas quando o ex-marido chegou e começou a agredi-la com socos e puxões de cabelo. Na ocasião ele ainda arremessou um copo contra a cabeça da vítima, causando uma lesão com sangramento.

Após as agressões, o suspeito ateou fogo em um colchão e fugiu do local antes da chegada dos policiais. Quando a guarnição chegou no endereço a mulher havia sido socorrida por vizinhos e o incêndio havia destruído parcialmente um dos cômodos da casa.

Publicidade

Desesperados, os vizinhos e a vítima tentaram apagar o fogo com baldes de água. Os policiais ajudaram na ação e conseguiram diminuir as chamas ao chegarem no endereço, mas o incêndio só foi controlado com a chegada de uma equipe do Corpo de Bombeiros.

Logo depois do incidente, outra guarnição da PM localizou e abordou o suspeito na Avenida José Bonifácio, no Bairro Serraria. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil.

Em depoimento, o ex-marido da vítima confessou as agressões e disse que tinha intenção de incendiar a casa inteira.

Na delegacia, a vítima acabou negando as agressões e se recusou a fazer o exame de corpo de delito. Ela disse ainda que possui medida protetiva contra o ex-marido, mas que não ia representar contra ele.

Conforme o despacho do delegado plantonista, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de incêndio majorado; após prestar depoimento e fazer o exame de corpo de delito, ele foi conduzido para o presídio masculino e está à disposição do Poder Judiciário.

Comments
Carregando comentários...