Publicidade

Um jovem de 22 anos foi atingido por um tiro no ombro na madrugada desta terça-feira (28), em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. Ele foi socorrido ao hospital pelo Corpo de Bombeiros. O suspeito de ser o autor do disparo é o atual marido da mulher com quem a vítima teve um relacionamento. De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem confessou o ato e disse que ele e a esposa vinham sendo ameaçados pelo rapaz, que não aceitava o fim da relação.

De acordo com o registro policial, uma guarnição da PM se deslocou até o Bairro Alfha Park, após a central de operações receber uma ligação informando que uma pessoa havia sido baleada com um tiro no ombro.

Quando a PM chegou ao local informado, a vítima relatou que foi até a residência de uma mulher de madrugada, após ser convidado por ela. Depois de alguns minutos no local, o jovem foi atingido por disparo de arma de fogo, desferido pelo marido da mulher. Em seguida, o Corpo de Bombeiros foi acionado e socorreu o rapaz ferido até o Hospital Regional de Urgência e Emergência (Heuro), onde recebeu cuidados médicos.

Após colherem as informações, os policiais foram até a residência citada pela vítima. No local, o proprietário da casa assumiu a autoria do disparo após o jovem bater em sua porta de madrugada. Conforme o relato do homem, há onze meses, ele e sua esposa se separaram por alguns meses.

Durante esse período de separação, a mulher e a vítima tiveram um relacionamento, que gerou uma criança, que hoje tem dois meses. Porém o relacionamento logo terminou, e a mulher reatou o casamento novamente. Entretanto, o jovem não aceitou o fim da união e passou a ameaçar a ex e o atual marido dela. O marido da mulher também havia registrado uma ocorrência contra a vítima, por ameaças.

O suspeito de ter atirado disse ainda que, ao ouvir barulhos em sua casa, atirou no vulto sem saber se era o jovem. Após ser ouvido, o homem foi encaminhado para delegacia, junto com a espingarda usada para o disparo.

A vítima, após ser medicada, também foi conduzida à delegacia e também deve responder judicialmente por ter desobedecido a uma ordem de não se aproximar de sua ex. Os dois envolvidos foram postos à disposição da Justiça.

Comentários Facebook
Publicidade Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.