fbpx
Informação a Serviço da População.
Real Turismo

Léo Moraes realiza audiência pública para debater fonoaudiologia em Rondônia

Em alusão ao Dia da Fonoaudiologia, o Deputado Estadual Léo Moraes realizou uma audiência pública para discutir os desafios enfrentados pelos fonoaudiólogos em Rondônia e quais melhorias precisam ser feitas na atuação desses profissionais.

“Os fonoaudiólogos são de suma importância, por exemplo, para a recuperação da fala de pacientes, para o desenvolvimento de crianças e até para ajudar mães a amamentarem seus filhos. Esses profissionais precisam de reconhecimento da administração pública, principalmente para inclusão dentro das grades estruturais do governo e do setor privado.” Contou o parlamentar.

Virgínia Braz Silva, Conselheira do Conselho Regional de Fonoaudiologia do Estado de Rondônia (Crefono), apresentou índices da falta de profissionais na área, para ela “existe hoje uma grande quantidade de pessoas que precisam de algum atendimento fonoaudiológico, porém no Brasil temos pouco mais de 45 mil fonoaudiólogos, sendo que a maioria se concentra nos grandes centros urbanos. Na região Norte, existem apenas 4 mil profissionais da área.” Explicou.

Publicidade

Publicidade

Na audiência também foi debatido que as faculdades que tem cursos de fonoaudiologia em Porto Velho realizam atendimentos à população, mas a fila de espera ainda é grande, com mais de 300 pessoas sem assistência.

Léo Moraes vai encaminhar as propostas apresentadas na audiência aos órgãos competentes para as melhorias e também esclareceu que já tramita, de autoria do parlamentar, um projeto de lei que obriga escolas públicas a terem um fonoaudiólogo na equipe pedagógica para auxiliar o desenvolvimento do aluno.

“Quero sempre apoiar e reconhecer o ofício dos fonoaudiólogos, dos professores, policiais, médicos, enfermeiros, garis, advogados e de outros profissionais do estado que trabalham dia e noite arduamente para levar mais qualidade de vida a nossa população. Precisamos, como representantes do povo, contribuir para que cada categoria tenha melhores condições de trabalho e salários dignos.” Concluiu Léo.

Centranet
por Assessoria
da Assessoria
Veja mais
Comentários
Carregando...