Connect with us

Notícias

A NOVA RODOVIÁRIA DA CAPITAL CUSTARÁ 50 MILHÕES DE REAIS

Redação

Published

on

Quando concluída, será um dos mais belos prédios públicos de Porto Velho. Terá nove mil metros quadrados de área construída, 18 plataformas de embarque e desembarque e, de longe, se verá que é um barco de cabeça para baixo. Será também uma espécie de shopping, com várias lojas. O projeto é de uma obra arquitetônica de tirar o fôlego, pela sua beleza e tamanho. Custará 50 milhões de reais e será construída pelo DER, o departamento de obras públicas do Estado. A nova Rodoviária de Porto Velho, ao que parece, começará enfim a se tornar realidade. E sairá do centro da cidade, indo provavelmente para um enorme terreno próximo à BR 364, muito próximo ao Cemetron. Criado pelos especialistas da  Gerência de Infraestrutura e Ações Urbanísticas, o projeto depende apenas agora dos últimos detalhes, já que o DER  deu entrada na Prefeitura em todas a licenças: Regularização Fundiária do Terreno; Relatório de Impacto de Trânsito; Relatório de Impacto de Vizinhança e Licença Ambiental. Não haverá surpresas dessa vez, com pedidos de última hora de licenças, como ocorreu com na obra do Espaço Alternativo. O diretor geral do DER, Ezequiel Neiva, fala com orgulho do projeto e garante que, quando a obra começar, não vai parar mais, até ser entregue à comunidade.

A Rodoviária de Porto Velho é daquelas promessas que ficaram atravessadas na garganta da população. Quando assumiu a Prefeitura, já em seu primeiro mandato, o então prefeito Roberto Sobrinho começou a tratar do assunto. Antes de sair, no seu segundo mandato, deixou um decreto desapropriando a área do centro e um projeto da nova rodoviária muito bem feito.  Mauro Nazif, nos seus quatro anos, sequer fez andar o assunto, alegando que o terreno da Rodoviária é do Estado e que o problema era do DER. Enfim, agora, o DER assumiu mesmo o assunto e promete fazer a nova Rodoviária. O que faltou de vital, nos textos distribuídos à imprensa, sobre o assunto? Aquela informaçãozinha básica: quanto começa e quando terminará a construção. Será só uma nova promessa ou dessa vez a coisa é quente mesmo. O tempo dirá!!!

O MUITO RUIM VAI PIORAR!

Os Correios, que junto com os Bombeiros, tornara-se uma das duas instituições mais respeitadas pelos brasileiros, está agora em frangalhos, desde os governos petistas, que também conseguiram destruir a estatal. Precisando economizar mais de 800 milhões de reais, para reequilibrar suas finanças, os Correios estão com um plano de demissão voluntária, para livrar-se de centenas de funcionários. Só em Rondônia, há 76 servidores da estatal, com o perfil exigido pela lei criada para que possam deixar a empresa, receber indenização e cair fora. Como os serviços já estão horrorosos, sem perspectiva de novas contratações e tentando se livrar de seus funcionários mais experientes – que tenham mais de 55 anos de idade e 35 anos de empresa – certamente as coisas ficarão ainda piores para o usuário É assim o Brasil: o que já está muito ruim, vamos tratar de piorar…

RONDÔNIA CAINDO FORA

Rondônia é apenas um dos Estados que está contra o tal Plano Nacional de Segurança, mais um remendo proposto pelo governo federal, apenas para responder à crise atual dos presídios. O secretário de segurança, coronel Lioberto Caetano, afirmou com todas as letras que o  plano apresentado pela União não atende às necessidades dos Estados. Caetano, que foi destaque na mídia nacional, esteve na reunião que tratou do assunto, em Brasília e que teve a  participação de representantes e secretários estaduais de todo o País, que atuam na área de segurança. A maioria dos governadores e seus secretários da área querem a criação de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), que garante aos Estados, recursos contínuos,  diretamente para combater a criminalidade. A coisa complicou a tal ponto que a assinatura do Plano foi transferida. Seria nessa quarta, mas já não se sabe se acontecerá algum dia…

E AS FRONTEIRAS?

Uma das questões mais complexas para Rondônia – e que o Plano Nacional de Segurança do governo federal sequer trata – é sobre as fronteiras. Rondônia tem mais de 1.300 quilômetros de fronteira com a Bolívia, maior produtor de cocaína do mundo e de onde vêm também muitas armas ilegais, entrando no Brasil por inúmeros caminhos nunca policiados. O coronel Caetano quer saber quem ficará responsável pelo combate ao crime nas fronteiras. Se for o Estado, de onde virão os recursos? Ele garantiu que se esse tipo de informação não ficar muito clara no projeto apresentado pela União, Rondônia não vai assinar o Plano. Está certíssimo. O governo central cria projetos midiáticos e depois atira para os Estados a responsabilidade de cumpri-los, mas sem ter de onde tirar dinheiro. Falou certo, o secretário rondoniense.

ASSASSINO À SOLTA

Há um homicida enfurecido, solto na região de Mirante da Serra. Depois de matar a ex mulher e o namorado dela, covardemente, sem chance de defesa aos dois (a mulher ele matou a coronhadas, estourando o crâneo dela), o pecuarista César Santos fugiu e já avisou que vai matar mais gente. Mandou recado que vai atirar nos ex sogros e até nos filhos que ele teve com a esposa, a quem assassinou de forma brutal. A polícia tentou cercá-lo numa propriedade rural, mas ele conseguiu escapar. É bom ter muito cuidado. O homem parece estar enlouquecido, está armado e teria dito que prefere morrer a se entregar à polícia. Qualquer informação sobre o paradeiro dele, pode ser dado através dos telefones da PM na região ou pelo 190. Seria melhor ele se entregar, porque logo logo estaria solto de novo. É sempre bom lembrar das leis brasileiras, protetoras dos bandidos e assassinos. 

PRESENTE AO SÃO FRANCISCO

Os moradores do bairro São Francisco viveram, na manhã desta quarta, um dia diferente. O bairro, localizado na Zona Leste, depois do Tancredo Neves, nunca tinha visto uma limpeza no Canal do Linhão, um dos seus maiores problemas. De responsabilidade da Eletrobras Rondônia, o tal Canal é um antro de sujeira, animais peçonhentos, podridão e mau cheiro. Quando o prefeito Hildon Chaves chegou no local, à frente de uma equipe da Prefeitura, que começou a fazer o trabalho inédito no canal, os moradores começaram a sair de suas casas, quase sem acreditar no que estavam vendo. Na conversa com a população do local, Hildon avisou que está realizando uma limpeza geral na cidade, nesses seus primeiros dias de governo e que atenderá, da mesma forma, áreas que estavam abandonadas, sem a presença do poder público, há longo tempo. O caso do Canal do Linhão é típico. O prefeito ficou feliz ao sair do local aplaudido pelos moradores.

PERGUNTINHA

Não é um orgulho para Rondônia ter, entre suas personalidades, um cidadão como Euro Tourinho, que chega aos 95 anos ainda trabalhando e prestes a comemorar o centenário do seu jornal, o Alto Madeira?

 

Comentários Facebook

Governo

Rondônia tem voz: Deputados revogam auxílio alimentação e diminuem em 20% a verba indenizatória

Redação

Published

on

O povo se manifestou nas redes sociais, e os deputados votaram atrás e revogaram a resolução de nº 377, em que cada deputado passaria a receber R$ 6 mil para gastar com alimentação.

O presidente Maurão de Carvalho (PMDB), em seu discurso disse que vem buscando trabalhar alinhado com o sentimento da sociedade, e que as notícias e as informações que foram vinculadas na imprensa e nas redes sociais, não foram plantadas por adversários. Mas foi a voz do povo de Rondônia, que não teria ficado satisfeito com atitude dos deputados naquele momento.

Além da revogação da resolução, os deputados também extinguiram todo e qualquer benefício de verba indenizatória para custear alimentação por parte dos deputados de Rondônia.

A verba indenizatória também foi reduzida em 20%, “vamos gerar mais economia e estamos sim fazendo história, porque somos o primeiro Estado a fazer esse tipo de ação, que ao final terá essa economia revestida em prol da sociedade, falou o deputado Léo Moares (PTB) ao Portal Espigão.

Dos deputados que discursaram apenas os deputados Jesuíno Boabaid (PMN) (veja a partir dos 14 minutos no vídeo abaixo) e Edson Martins (PMDB) (veja a partir dos 17 minutos no vídeo abaixo) se mostram contrariados com a redução.

Veja abaixo na íntegra a sessão extraordinária:


por Roney Ribeiro do Portal Espigão

Comentários Facebook
Continue lendoo

Featured

Empresário sul coreano visita produtores rondonienses e estuda exportação de produtos locais

Redação

Published

on

Começa a dar resultado a visita que o vice-governador Daniel Pereira juntamente com o Superintendente de Desenvolvimento Estadual  (Suder), Basílio Leandro Oliveria fizeram a capital da Coreia do Sul, Seul, no período de 28 de julho a 8 deste mês, onde apresentaram o arroz, açaí, café, carne bovina, castanha do Brasil, cupuaçu, milho, peixe e soja de Rondônia aos empresários daquele pais.

 “Estou aqui para comprar produtos de Rondônia para serem comercializados no meu país”, disse o empresário sul coreano Marcelo Lee, da Rok Gear Brazil, ao visitar Bruno Assis, responsável pela Amazônia Coffee, a marca que tem apenas dois anos e conseguiu conquistar casa especializadas e cafeterias devido à alta qualidade do produto genuinamente rondoniense. Acompanhado do Superintendente da Suder, Basílio Leandro de Oliveira, a visita aconteceu na tarde de ontem (16), em Porto Velho.

Bruno Assis disse ao empresário Marcelo Lee que no primeiro concurso que Amazônia Coffe participou, para medir a qualidade do café, o fruto rondoniense alcançou a nota de 87,5 pontos. Apenas 1% do café produzido no mundo está acima de 80 pontos.

Até sábado (19) o empresário sul coreano Marcelo Lee se encontrará com produtores de polpa de frutas, de couro de tambaqui, jacaré e  boi, criadores de peixe e gado, e empresários ligado a exportação de madeira e móveis dos municípios de Porto Velho, Ariquemes, Ji-Paraná e Rolim de Moura.

Fonte: Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendoo

Espigão do Oeste

Assembleia realiza sessão nesta sexta-feira para revogar o Auxílio Alimentação de R$ 6 mil

Redação

Published

on

Uma sessão extraordinária foi convocada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Rondônia para revogar a Resolução 377, que criou um auxílio alimentação de R$ 6 mil para os deputados estaduais.

A medida foi duramente criticada pela sociedade e a Casa reagiu ainda na noite de quinta-feira. ( Veja aqui)

Comentários Facebook
Continue lendoo
Advertisement

Mais visualizados