Publicidade

Na semana passada, incrédulo assisti a entrevista do Srº Benecy Queiroz, atualmente supervisor de futebol do Cruzeiro clube multi campeão de Minas Gerais. Nessa, com uma desfaçatez inacreditável,  afirma ter pago um árbitro de futebol para assimilar um pênalti para o seu time, coisa que não ocorreu e, deixou o corruptor furioso.

Inacreditavelmente um dia após depois de toda a repercussão que o caso merecia, o clube movimentou – se para desmentir a história e, o próprio Srº Benecy tratou de tentar desconversar e negar o que outrora fora afirmado, se não fosse trágico seria cômico as versões apresentadas.

Publicidade

Interessante observar que o clube não tomou nenhuma medida contra o seu conselheiro, como o congresso não tomou nenhuma contra o bandido Eduardo Cunha, como o futebol brasileiro não tomou nenhuma contra José Maria Marin e, como sistematicamente assistimos esse circo de horrores inertes.

Sim absolutamente não fazemos nada, vide que continuamos reelegendo Collors, Renans e Sarneys, estes envolvidos em cinco dos últimos cincos escândalos de proporções nacionais e, o cenário piora quando observamos os jovens que dizem representar a nova politica.

Não se distanciando muito, no ultimo pleito em nossa cidade tivemos representantes da “nova politica” usando “velhos truques”, como por exemplo afirmar ao povo que se elegeria com um numero x de votos, sendo que, qualquer pessoa razoavelmente informada saberia que com o numero em questão seria impossível se eleger a um cargo federal.

Ademais, não tenho dúvidas que existam pessoas públicas da “old school” que prestam/prestaram serviços relevantes a sociedade, o que digo aqui é que o pudor, a verdade a boa fé e principalmente a honestidade para com o próximo tem que prevalecer e prosperar.

Corriqueiro ouvir dos jovens que estes não gostam de politica, entretanto, ao sermos governados por aqueles que gostam nos restam apenas lamentar, o país está mergulhado em uma crise moral e ética que os bons ao não se envolverem estão simplesmente fugindo de seu dever cívico para construir uma sociedade mais justa e solidária.

 

Seja a mudança que você quer ver no mundo.

PublicidadeOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.