desejos

Tal como na esfera federal o vereador José Nildo, incorporou a fala de que não sabe de nada e não viu nada, talvez pelo fato de ser um dos vereadores menos atuantes do legislativo, se não for dia de sessão (segunda) e muitas vezes apenas no horário da sessão, isso quando ele fica até o final, se não for em situações assim, “ganha um prêmio” quem ver o vereador em seu gabinete.

Quando votou a favor do IPTU, e posteriormente foi entrevistado pelo Portal Espigão, Paraíba alegou não ter conhecimento da matéria, que votou sem uma assessoria jurídica, que “assinou sem ler” tudo bem, essa não é uma história bonita de se propagar, tendo em vista que o mesmo foi eleito pelo povo, para representar os interesses do povo, e ainda assim assinou um projeto que era totalmente contrário a vontade da população.

facebook

Agora na compra da caminhonete da Câmara Municipal, possivelmente indagado por um dos munícipes o vereador segundo consta em rede social, declarou “que nenhum vereador foi consultado sobre a aquisição do veículo” o rapaz cita que essas foram as palavras do vereador Paraíba, ao que se pode observar mais uma vez ele não sabia de nada e não viu nada, todavia o papel do vereador não é ser informado a respeito dos assuntos de interesses da população, o papel do vereador é fiscalizar e legislar em favor do povo, coisa que o vereador parece não ter conhecimento de como se faz ainda.

 

E os desejos?

O Portal Espigão teve acesso a documentos da Câmara Municipal onde foi possível ver o “tal desejo do vereador”, o senhor José Nildo de Araújo ( vulgo Paraíba) redigiu e entregou a Presidência daquela Casa de Leis o memorando Nº 02/GV/CMEO/2014, onde solicita que seja analisada a possibilidade de comprar “APARELHOS CELULARES MODERNOS, COM FUNÇÕES DIVERSIFICADAS E ACESSO À INTERNET AOS VEREADORES”, sim você não leu errado, trocando em miúdos o vereador que já tem uma linha telefônica móvel que é paga com dinheiro público, não contente com o que já possui, deseja agora um SMARTPHONE, sim um telefone com acesso a internet.

Em uma rápida pesquisa na internet é possível verificar que existem aparelhos tais como o vereador solicitou que custam em média R$ 350,00, mas também é do conhecimento de todos que alguns destes aparelhos custa até R$ 2.900,00, resta saber agora qual desses o vereador deseja.

smartphone

Seja lá qual for o tipo de Smartphone que o vereador sonha em ter, o mais plausível é que compre com seu próprio dinheiro, isso tendo em vista que já gasta quantia considerável em ligações mensais, quantia essa que como dito acima, é paga com o dinheiro do contribuinte.

Enfim, do IPTU o vereador não sabia, da caminhonete também não, talvez esteja querendo um telefone com acesso a internet para se manter informado. Ainda hoje na parte da manhã iremos a Câmara Municipal saber do Presidente qual a resposta para o pedido do vereador e protocolar ofício solicitando a quantia gasta mensalmente em ligações por cada vereador.

Veja Abaixo o documento de solicitação do vereador na íntegra:

memorando

Fonte/Autor: Portal Espigão