Publicidade

Com o objetivo de manter as crianças e os jovens em segurança, dentro e fora do âmbito escolar, a equipe da Patrulha Escolar do Comando do 7º Batalhão da Polícia Militar em Ariquemes criou cartilhas com informações importantes aos alunos sobre as práticas que devem ser evitadas como prevenção dos fatores de riscos, e como se defender da violência no dia a dia. São duas edições. A primeira será lançada neste mês para imprensa, diretores e professores.

O conteúdo será distribuído em duas cartilhas: “Prevenção: Como se defender da violência reforçando os fatores de proteção no ambiente externo?” e “Para se ter uma boa convivência no âmbito escolar, quais práticas que devem ser evitadas”.

Publicidade

Na cartilha, além de conter procedimentos básicos nas várias situações enfrentadas no dia a dia, são citadas as formas de condutas e medidas que cada aluno e cidadão devem adotar para aumentar sua segurança.

Segundo a equipe da Patrulha Escolar, o uso do celular na via pública e a falta de atenção dos adolescentes estão entre as causas do alto índice de crimes registrados em 2016 no município.

“Já faz parte do cotidiano dos jovens sair na rua com celular na mão, conectado à internet, antenado ao mundo virtual, viajando pelas redes sociais, ou naquele bate-papo animado com os amigos, porém desconectado com o mundo real, tornando-se uma presa fácil para os bandidos, que aproveitam a distração para cometer o roubo”, disse o idealizador da cartilha, o soldado Marcos Eduardo Santos Cruz.

Ele explicou que a PM está preocupada com a evolução da criminalidade fora da escola e com a segurança dos estudantes dentro e fora da instituição, e buscamos por meio do material paradidático trabalhar os temas prevenção, segurança e respeito.

“As dicas apresentadas na cartilha reduzem bastante a probabilidade de que aconteçam novos crimes. Porém, é importante lembrar que elas não são únicas, mas compõem uma cultura de prevenção a ser realizada. O bom relacionamento entre os alunos e professores no âmbito escolar é fundamental para a educação e convivência social”.

Para a psicóloga Eliúde Martins, a iniciativa dos policiais vai gerar mudanças de comportamentos positivos nos alunos em curto prazo e de médio em toda a sociedade. “Essas ações vão envolver a comunidade como um todo. O filho aprende na escola e leva para dentro de casa, refletindo a mudança em toda a família e consequentemente na sociedade”.

A coordenadora estadual de Ensino do Vale do Jamari, Núria Sague, disse que a cartilha é de fundamental importância uma vez que é necessário orientar os discentes, docentes e a comunidade escolar sobre as ações para garantir juntos a segurança e a participação de toda a sociedade.  “Parabenizo o trabalho da Patrulha Escolar e agradeço o grande apoio as nossas escolas”.

O comandante do 7º BPM, major Alexandre Faria Gonzaga, alertou que a PM permanece vigilante e disponível para atender à população a qualquer momento, aprimorando-se constantemente e desenvolvendo novas tecnologias, condutas e estratégias para aumentar o nível de segurança da população. “Aliando as dicas e recomendações desta cartilha com o trabalho preventivo e ostensivo realizado pela Polícia Militar o cidadão estará mais protegido e seguro”, ressaltou.

PublicidadeOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.