Portal Espigão
Informação a Serviço da População

Pelo mínimo de dignidade

0

capa_nova_frankNa ultima sexta-feira (23/4), ocorreu na aldeia Roosevelt o evento denominado Caravana da Esperança. Orquestrado pelo Ministério Publico Federal na pessoa do procurador Reginaldo Trindade, o evento contou com diversas autoridades de todas as esferas e diversos segmentos.

A referida aldeia abriga o povo indígena Cinta Larga e, como é de conhecimento de todos, abriga uma reserva de diamantes de valor imensurável além de historicamente ser explorada na extração de madeiras.

Bastante difundido também o conhecimento que ambas as atividades clandestinas tem a anuência de índios e estes aferem lucro com a atividade criminosa. É de conhecimento geral também que houve um massacre de 29 garimpeiros brancos por indígenas na reserva no ano de 2004.

Publicidade

Pronto, diante dessas informações já podemos saber o porquê índio é discriminado em nossa região. Ora, como pode estes cometerem tais barbáries, enriquecer as custas de diamantes e madeira do país e ainda serem acobertados pelo aparato estatal?

Sim, TODO índio é vagabundo, TODO preto é ladrão, TODO homossexual é sem vergonha! Faça me o favor!

Não coaduno com tais pensamentos fascistas, acredito que deve haver ações afirmativas para atender minorias vulneráveis, pois, estes são estereotipados por comportamento que a minoria de seu povo comete.

Se é bem verdade que índios desfilam nas ruas da cidade com camionetes de mais de 100 mil reais, a caravana da esperança serviu para mostrar a realidade daquele povo, apesar de viverem em contato com incalculável riqueza, amargam o desconsolo da pobreza.

Orgulharmo-nos de auto nos declararmos como cristãos, porém, não nos envergonharmos de julgar o nosso próximo tão descaradamente, existe índio bandido? Sim! Como também existe branco, mas, infelizmente como dito alhures, temos voltado a alça de mira as minorias.

Aquele povo não conta com serviços básicos, como por exemplo a disponibilização de ambulância para atendimento emergenciais, apesar de todas comunidades brancas ao entorno contarem com tal serviço.

Uma semana antes da caravana, foi disponibilizada no município uma carreta com corpo de profissionais e equipamentos para a realização de cirurgias e exames. Houve transporte dos cintas largas que precisavam de alguma intervenção. Inúmeros estes esperam esse apoio a mais de ano.

Irmãos, se é bem verdade que a maioria do povo desse país sofre os flagelos de políticas públicas mal orquestradas, devemos nos unir para que consigamos atingir nossos anseios e não atacar aqueles que são privilegiados. Digo isso em resposta a vários comentários irresponsáveis criticando as ações pró-índios.

Por fim, talvez o que divide ainda mais os povos é uma certa tolerância estatal a delinquentes indígenas. Se estes se aproveitam de sua situação para explorar seu povo e lucrar individualmente (vendendo madeira ou diamante) estes devem ser identificados, presos e processados como qualquer branco e não serem tratados como vítima.

“Nós não herdamos a Terra de nossos antecessores, nós

a pegamos emprestada de nossas crianças”.

Provérbio índio americano

Comments
Carregando comentários...