Publicidade

O encontro realizado nesta última semana de fevereiro, no município de Cacoal, reuniu extensionistas da Emater-RO e produtores rurais da região para discutir ações e orientar sobre a qualidade de produtos a ser entregues através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Na oportunidade, foi divulgado o aditivo no valor de R$ 50 mil para a compra de produtos da agricultura familiar e repasse direto às instituições que atuam com pessoas de baixo poder aquisitivo e situação de vulnerabilidade.

Publicidade

Através do PAA, as esferas governamentais vêm possibilitando às populações em situação de insegurança alimentar o acesso à alimentação saudável e à inclusão social e econômica no campo, por meio do fortalecimento da agricultura familiar. O Programa prevê a compra de alimentos produzidos pelos agricultores familiares, de forma direta, com dispensa de licitação, a preços compatíveis aos praticados nos mercados regionais e os produtos adquiridos são destinados a ações de alimentação empreendidas por entidades da rede socioassistencial.

No último repasse, realizado em maio de 2016, o município de Cacoal foi contemplado com R$ 302 mil para atender aos 102 produtores rurais com a aquisição de alimentos. Desses produtores, 22 são jovens indígenas que comercializam através do PAA castanha e banana. “Além de promover a inclusão, esta ação incentiva o jovem indígena a produzir e gerar renda para a família”, explicou a extensionista Camila Fabiane de Paula, da Emater-RO Cacoal.

Outra inovação no município está no incentivo à atividade agroecológica na produção familiar. Muitos dos beneficiários do PAA interessados neste sistema foram inseridos no programa de agroecologia e estão realizando produção ecologicamente saudável, principalmente na atividade olerícola.

Camila disse que esses produtores ainda estão em fase de regularização para serem oficialmente considerados produtores agroecológicos, mas já produzem dentro das normas exigidas. Além de os produtores rurais terem a garantia da comercialização pelo PAA, as famílias beneficiadas com o programa recebem alimento livre de agrotóxicos.

ADITIVO
De acordo com o PAA, cada produtor rural pode comercializar até R$ 6.500, uma forma de garantir o acesso da grande maioria ao programa. Os R$ 302 mil disponibilizados garantiram a compra de cerca de de R$ 3 mil de alimentos por produtor.

No início deste ano, o PAA disponibilizou um aditivo a todos os municípios do estado a fim de complementar os recursos financeiros e promover uma nova aquisição direta da produção. Para Cacoal, foram disponibilizados mais R$ 50 mil, maior valor aditivado, que incentiva ainda mais a produção e a qualidade dos produtos de origem familiar.

Assim como na primeira remessa, os produtos adquiridos com os recursos do PAA serão destinados às 27 instituições de atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade social cadastradas na região, entre elas, creches, abrigos, escolas, hospitais e outras.

Comentários Facebook
PublicidadeOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.