Publicidade

O Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) está trabalhando na pavimentação de nove quilômetros de vias urbanas no município de Cujubim. As obras foram iniciadas no mês de junho e, entre as vias beneficiadas, estão a Avenida Coruja e a Rua Maracanã, que estão entre as principais ruas do município.

“Os quase 10 km de asfalto fazem parte do compromisso do governador Confúcio Moura de ajudar Cujubim, que na visão dele é o município que mais precisa de ajuda, devido o alto déficit de infraestrutura”, afirma o diretor geral do DER, Ezequiel Neiva.

Publicidade

Gilvan Pereira Araújo, que é morador da Rua Maracanã, comemora a chegada do asfalto. Ele reside há 30 anos em Cujubim e conta que a Maracanã é uma das ruas mais movimentadas da cidade. “Era muito complicado viver com o excesso de poeira no verão e da lama no inverno. Eu cheguei a desacreditar que um dia a avenida seria asfaltada, foram muitos anos de promessa, mas nunca se concretizava”, desabafou.

Nesta semana, os operários do DER estão trabalhando na avenida Gavião, uma das vias mais importantes do município. O governo fará asfalto em dois quilômetros nesta avenida em mão dupla, ou seja, totalizando quatro quilômetros de asfalto.

O gerente da usina de asfalto do DER em Jaru e responsável pela obra, Zé Luiz, explica que para realizar a pavimentação dos dois quilômetros da avenida Gavião foram retirados meio metro de material podre nos dez metros de largura da pista. “Mais de mil caçambas de aterro podre foram retiradas do local e toda essa terra precisou ser reposta por cascalho de qualidade para receber o asfaltamento”, frisou.

Zé Luiz afirma, ainda, que nesta semana o DER realiza os serviços de preparação da sub-base e base para lançamento da capa asfáltica nos próximos dias. A previsão para o encerramento da base é até sexta-feira (19) quando será efetuada a imprimação.

PublicidadeOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.