Portal Espigão
Informação a Serviço da População

SENADO MANTÉM CARTA BRANCA A MENORES ASSASSINOS

Opinião de Primeira Por Sérgio Pires :    O Senado Federal perdeu, mais uma vez, o bonde da história. Preferiu manter o discurso falso e ideológico que menor bandido tem o direito de matar, impunemente, do que começar a salvar os brasileiros de assassinos cruéis. Por 11 votos a 8, comissão especial decidiu jogar no lixo milhares de vidas humanas que poderiam ser poupadas e manter a maioridade penal. Ou seja, esses facínoras que matam, assaltam, estupram, ferem, se não tiverem 18 anos, continuarão com carta branca para tudo isso,  sem serem incomodados. Mais  grave de tudo, ainda,  é que o projeto de autoria do senador Aloysio Nunes, do PSDB, modificava a lei apenas  para os crimes hediondos. Para os demais casos, tudo igual, porque eles continuariam inimputáveis.  A heresia, na essência, seria mantida. Mas ao menos esses selvagens que andam trucidando pessoas e famílias inteiras, seriam punidos quando cometessem atos de barbárie, a que se acostumaram. É uma vergonha a que assistamos, de braços cruzados, esses políticos celerados, amantes dos direitos humanos dos bandidos, ignorarem solenemente o banho de sangue a que estamos sendo submetidos todos os dias.

O que a sociedade, refém dos criminosos de todas as idades – e cada vez mais dos menores de idade bandidos –  pode fazer? Só há uma solução. Quem realmente quiser um país decente, protegido de tanta violência, deve ir correndo descobrir os nomes dos parlamentares que votaram a favor da manutenção do direito ao crime. E, nas eleições de outubro, cada um desses brasileiros inconformados, deve levar os nomes num papelzinho. Na hora de votar, deve olhar o papel, se quiser até cuspir nele e, NUNCA MAIS, votar nessa gente. Eliminá-los da vida pública é a única forma de retomarmos um país decente e justo, onde criminoso é criminoso e pessoa do bem é pessoa do bem!

FIM DA ZORRA

Acabou a esculhambação. Aqueles shows do Shopping com som tão alto que fazia tremer casas e apartamentos  no seu entorno, e até as três da manhã, jammé, no more, não mais. O juiz José Jorge Ribeiro da Luz, da 5ª Vara Cível em Porto Velho,acatou o pedido do Ministério Público. Agora, para fazer show em seu estacionamento, só se o shopping cumprir várias normas legais. Uma delas, primordial: não infernizar a vida dos seus vizinhos. Beleza…

SEM PIEDADE

Lamentável o rosário de boatos, informações falsas, anúncios catastróficos, situações inventadas que se leu nas redes sociais nos últimos dias. Uma coisa realmente triste. E uma prova concreta de que, mesmo o que foi criado para integrar as pessoas e facilitar a vida, pode ser transformado num inferno por gente do mal. Não há respeito, não há responsabilidade, não há piedade. Claro que são exceções, mas essas exceções destroem a regra. Triste!

PREFEITA AMEAÇADA

A petista Bett Sabah saiu de Cacoal, anos atrás, para tentar uma nova vida em Rondolândia, no Mato Grosso. Deu tão certo que ela acabou Prefeita da nova cidade onde decidiu viver. Ganhou a eleição por três votos. Agora, a prefeita está em maus  lençóis.  Vem sendo ameaçada de morte todos os dias. Junto com o deputado federal Padre Ton, seu amigo de longa data e outros parlamentares, ela foi à Brasília, pedir segurança. A ministra Maria do Rosário, a Inútil, prometeu ajuda.

NOSSOS VIZINHOS

Não é ainda hora de entrar em pânico, mas que a coisa anda feia para nossos vizinhos acrianos, anda sim. Isolados desde quarta com  vários trechos da BR 364 alagados, tanto do lado de cá como do lado de lá da fronteira com Rondônia, eles correm o risco de ficar sem combustível em poucos dias e, pior, sem vários tipos de alimentos. A Capital ainda sofre a ameaça do rio Branco, que dá o nome à cidade e que pode sair do leito a qualquer momento. Tanto eles como nós, estamos vivendo dias de perigo e sustos.

PAPO EM BRASÍLIA

Uma longa reunião, por iniciativa do secretário de segurança Marcelo Bessa, com o senador Ivo Cassol, pode ter amenizado a crise que envolve a segurança do Estado e  o líder político rondoniense. Cassol apoia uma CPI na Assembleia, para investigar ações contra políticos. No caso de Cassol, a boataria envolvendo a irmã dele, Jaqueline, foi o estopim para a briga. Bessa garantiu que não há qualquer investigação envolvendo Jaqueline e depois publicou um longo texto sobre a visita e o assunto da boataria. Esperemos os próximos lances, para saber se o encontro em Brasília foi produtivo ou não.

FATURANDO NA DESGRAÇA

Já começaram, os exploradores de sempre, insensíveis ao drama pelo qual passam milhares de pessoas em todo o Estado, a querer faturar mais na desgraça. Desde quarta-feira, alguns postos de combustíveis já avisaram que não têm mais o que vender, inclusive em cidades onde o abastecimento das fornecedoras é normal. Tudo para que, ao reabrirem, possam vencer tudo muito mais caro. Em Guajará, por exemplo, na quarta uma botija de gás de 13 quilos chegou a custar 85 reais, mais que o dobro do normal. Tem que colocar a polícia, o MP e órgãos de proteção ao consumidor em cima dessa gente.

PERGUNTINHA

Afinal, o prazo de março de 2014 para que todos os servidores que têm direito estivessem transpostos para a folha da União era uma promessa verdadeira ou apenas mais uma historinha pra boi dormir?

Comments
Carregando comentários...