Portal Espigão
Informação a Serviço da População

Suspeito de roubo é morto em troca de tiros com a polícia

Publicidade

Um suspeito de roubo, de 25 anos, foi morto em uma troca de tiros com a Polícia Militar (PM) nesta segunda-feira (21), no Bairro Jardim Primavera, em Vilhena (RO), região do Cone Sul. O rapaz identificado como Jonatan Amaral Nogueira foi apontado por envolvimento com uma organização criminosa, especializada em roubos . Segundo a PM, na abordagem o jovem reagiu com tiros e acabou sendo baleado. Ele foi socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Segundo o boletim de ocorrências, a PM recebeu informações acerca das ações de uma organização criminosa. O grupo estaria envolvido no roubo à lotérica, ocorrido no último dia nove, quando foram levados aproximadamente R$ 17 mil.

Os militares também foram informados de que o bando estaria organizando um roubo a um estabelecimento comercial, e que depois do crime se esconderiam em uma casa no Bairro Jardim Primavera. O informante ainda denunciou os veículos que seriam utilizados no crime.

Publicidade

Com isso, os militares começaram a vigiar os endereços do comércio e da casa, que serviria de esconderijo. Os policiais viram quando três pessoas se chegaram à residência, em um carro com as mesmas características informadas pela denúncia.

Policiais conduziram 12 pessoas para a delegacia (Foto: Eliete Marques/ G1)
Policiais conduziram 12 pessoas para a delegacia
(Foto: Eliete Marques/ G1)

Os integrantes do carro repassaram um objeto para Jonatan, que saiu do local na garupa de uma motocicleta. Conforme a PM, os suspeitos tinham a mesma descrição informada pelo denunciante. Além disso, a motocicleta estava com a placa adulterada.

Quando a motocicleta retornou ao endereço, os militares fizeram a abordagem aos homens. Segundo a PM, neste momento, Jonatan teria atirado duas vezes contra a guarnição, que por sua vez, revidou com quatro disparos.

Jonatan foi atingido no pescoço e no ombro, foi socorrido com vida ao Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos.  Conforme a polícia, Jonatan estava de posse de um revólver calibre 38, com duas munições deflagradas e três intactas.

Na casa, os militares detiveram seis pessoas e apreenderam cinco celulares, mais a motocicleta com a placa adulterada. Uma dos homens admitiu que possuía  três munições calibre 38, que seria utilizado na arma encontrada com Jonatan. A PM foi até o endereço informado por ele e encontrou as balas, e mais dois celulares.

Em outra residência, onde estava o carro usado pelo grupo, a polícia deteve cinco pessoas. No local foi apreendida mais de R$ 1 mil em dinheiro e quatro celulares.

Na casa de outro suspeito, foram localizadas duas munições calibre 38, uma porção de maconha e uma balança de precisão. De acordo com a PM, o grupo era organizado e tinha divisão de tarefas.

A ocorrência foi registrada por organização criminosa e porte de arma de fogo. Ao todo, 12 pessoas foram levadas para a Delegacia de Polícia Civil, onde prestam depoimento. O G1 entrou em contato com o comando da Polícia Militar em Vilhena, mas não obteve retorno.

Família
O pai do suspeito, Joel Elias Nogueira, de 45 anos, explica que o filho Jonatan deixa duas filhas, uma de 1 e outra de 5 anos. O homem, que trabalha na área de transportes, admite que o filho já foi preso duas vezes. Porém, ele mantinha esperanças na recuperação do filho, que era usuário de drogas. Além de Jonatan, Joel é pai de outro rapaz, que estuda medicina em São Paulo (SP).

“O que eu peço para população é que não julguem nossa família. Sempre fomos trabalhadores e fizemos o possível para dar uma boa educação para nossos filhos. A gente imaginava que uma coisa dessas podia acontecer, mas nunca que um pai quer o mal de um filho. Ele era um menino bom. Todo mundo gostava dele, mas foi a influência de amigos que levou ele para este caminho”, diz emocionado.

Segundo a família, o corpo de Jonatan será velado na Capela Cristo Rei, nesta terça-feira (22).

Comments
Carregando comentários...