Publicidade

Publicidade

Acir defende mais investimentos na construção e manutenção de rodovias

Segundo Gurgacz, o valor destinado à pasta da infraestrutura para ampliação e manutenção das rodovias caiu de R$ 6,4 bilhões para R$ 4,5 bilhões em 2020. Ele lembrou que o valor é bem inferior ao orçamento de 2014, que era de R$ 14 bilhões.

0
Real Turismo

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) defendeu nesta sexta-feira (4) em Plenário mais investimentos para a construção e a manutenção de rodovias. Ele demonstrou preocupação com a falta de recursos para infraestrutura no projeto da Lei Orçamentária Anual de 2020 (PLN 22/2019), enviado pelo Poder Executivo ao Congresso. Para o parlamentar, o contingenciamento anunciado no início do ano, prejudica todos os estados brasileiros.

“O orçamento do governo federal para 2020 prevê uma queda de até 58% nos recursos previstos para órgãos e ministérios, na comparação com a proposta feita em 2018 para este ano, teremos que fazer um esforço muito grande, junto com a sociedade brasileira, para definir o que é mais prioritário e conseguirmos com isso promover a retomada do crescimento da economia”, – ponderou Acir.

Segundo Gurgacz, o valor destinado à pasta da infraestrutura para ampliação e manutenção das rodovias caiu de R$ 6,4 bilhões para R$ 4,5 bilhões em 2020. Ele lembrou que o valor é bem inferior ao orçamento de 2014, que era de R$ 14 bilhões.

“Isso certamente vai levar a malha rodoviária nacional a um colapso nos próximos dois a quatro anos, se não revertermos essa situação ou acharmos uma solução para reativarmos as obras importantes de infraestrutura no País. Aliás, esse colapso já está sendo sentido nas rodovias brasileiras, visto que, do total de 153 obras em construção ou adaptação no Brasil, em 2018, apenas 56 foram priorizadas com recursos este ano, em face do contingenciamento anunciado no início do ano”, — afirmou Gurgacz.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais