fbpx
Informação a Serviço da População.

Ações que deram destaque a Rondônia são apontadas na comemoração dos 38 anos de criação do Sebrae

Real Turismo

O sentimento de pertencimento dos rondonienses, que hoje sentem orgulho de dizer que são de Rondônia, foi destacado pelo governador Daniel Pereira na manhã desta terça-feira (27) durante a programação alusiva aos 38 anos do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) no estado, ocasião em que apontou ações positivas que transforaram Rondônia em um dos estados que mais evoluíram na educação e economicamente no País, nos últimos anos. A solenidade realizada no auditório da Faculdade Sapiens, em Porto Velho, reuniu representantes de empresas e instituições, como Bancos do Brasil e da Amazônia, Caixa Econômica Federal, Instituto Federal de Educação (Ifro), entre outros convidados pela Diretoria do Sebrae-RO, criado em 27 de novembro de 1980 como Centro de Assistência Gerencial (Ceag-RO), uma sociedade civil autônoma com sede na capital, cujas atividades eram desenvolvidas de acordo com a política e diretrizes do Centro Brasileiro de Apoio à Pequena e Média Empresa.

De acordo com o diretor Carlos Berti, com aprovação da Federal Lei 8.029, o Ceag-RO passou a ser denominado Sebrae, uma entidade composta por representantes da iniciativa privada e do setor público, com parcerias que buscam estimular e promover as empresas nacionais de pequeno porte. Além disso, capacita empresários a fim de obter condições necessárias para crescer e acompanhar o ritmo de uma economia mais aberta e competitiva.

No campo da educação, o governador citou o Instituto Abaitará, que atende em sua maioria filhos de colonos e indígenas, e a partir de 2019 de quilombolas; e a Escola de Ensino Médio com Mediação Tecnológica, que neste ano, em parceria com o Ifro, dará dupla certificação a 2.300 alunos que concluirão o ensino médio paralelamente ao curso técnico de cooperativismo, com foco na realidade local. Ele também lembrou da adesão dos 52 municípios rondonienses ao Selo Unicef, que consiste no compromisso de promover ações educativas voltadas às crianças e adolescentes que possam reduzir a violência, com o enfrentamento da causa, e, consequentemente, induzir o fechamento de presídios. A certificação será concedida pelo Fundo Internacional de Emergência para a Infância das Nações Unidas (Unicef), órgão das Nações Unidas, que tem como objetivo a defesa dos direitos das crianças, ajudar a dar resposta às suas necessidades e contribuir para o seu desenvolvimento. “Como uma das exigências do Selo Unicef, Rondônia foi o único estado do País a atingir a meta da vacinação de crianças contra o sarampo e a poliomielite neste ano”, observou o governador.

Publicidade

Publicidade

Na esfera econômica, Daniel Pereira falou sobre o interesse de grupos empresariais de vários países em investir no estado, a exemplo da Coreia do Sul, que na próxima segunda-feira (3) inaugurará em parceria com o governo estadual a primeira indústria internacional de cosméticos em Cacoal, município a 480 quilômetros de Porto Velho, que também ganhará uma fábrica de café solúvel e uma das cinco indústrias de castanha que serão inauguradas no estado.

A reestruturação do Porto de Porto Velho para exportação de toda a carne produzida em Rondônia, que hoje é levada para outros países a partir de São Paulo; a aquisição de equipamentos para garantir a internacionalização do aeroporto da capital, com recursos próprios do estado; a instalação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) com recursos privados; e a rodada de negócios com embaixadas de mais de 40 países por ocasião da Rondônia Rural Show, em Ji-Paraná, também foram destacadas pelo governador como demonstrações de que Rondônia está no rumo certo.

EMPREENDEDORISMO 

Fazendo uma conotação com o trabalho de uma orquestra, em que a junção do som de cada instrumento, embora diferentes, dá um ritmo sequencial, o diretor técnico do Sebrae, Samuel Silva de Almeida, falou da atuação do Sebrae em sintonia com as esferas públicas (governos federal, estadual e municipais) e instituições financeiras e representativas da classe empresarial, com foco no empreendedorismo, inclusive na educação, a partir do ensino fundamental ao superior.

O evento foi aberto com a execução do Hino Céus de Rondônia, pela Orquestra Villa Lobos; e encerrado com a palestra Desenvolvimento e Crescimento Econômico por meio das Pequenas e Médias Empresas (PMEs), com ênfase no empreendedorismo e inovação tecnológica, proferida pelo professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Moysés Simantob, escritor, especialista em inovação para transformação digital e coordenador acadêmico do CEO FGV Inovação.

Centranet
por Secom
da Secom
Veja mais
Comentários
Carregando...