Publicidade

Publicidade

Alunos da Escola Duque de Caxias em Porto Velho são atendidos pelo Proerd

0
Real Turismo

Na véspera da comemoração dos seus 72 anos, alunos do 5º ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental Duque de Caxias receberam o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) com sala cheia na manhã desta quinta-feira (5).

Na Escola Duque, 78 alunos estão matriculados no programa e seus pais também participam, informou o diretor Alex Rodrigues. Ele assumiu o cargo em outubro do ano passado.

Segundo Rodrigues, a presença do Proerd na escola e a localização do original do documento de sua criação merecem comemoração. E foi nesse clima que ocorreu a palestra desta semana. A Escola Duque foi inaugurada como grupo escolar, em 1947, durante o governo Joaquim Araújo Lima.

Relatos do historiador Abnael Machado de Lima, falecido em cinco de julho deste ano, mostram a importância desse estabelecimento: “(…) Em janeiro de 1948, a senhora Laudímia Trotta* instalou o curso normal, assumindo cumulativamente a sua direção, porém, quem o dirigia de fato era a sua assessora, professora Marise Castiel, passando a responder oficialmente a partir de nove de junho de 1948. As 1ª e 2ª séries inicialmente funcionaram num pavilhão anexo ao Grupo Escolar Duque de Caxias”.

No primeiro semestre deste ano, o programa atendeu mais de quatro mil alunos das redes de ensino estadual e municipal na capital e no interior do estado, com palestras e atendimentos para aproximadamente 270 mil alunos.

 

 “Estamos presentes em 32 municípios, onde trabalham 50 instrutores habilitados para levar as crianças a tomar decisões responsáveis em todos os sentidos da vida”, disse o coordenador, sargento Cleiton Gomes.

 

O ritual é o mesmo desde o início: policiais militares fardados promovem dez encontros, um por semana. Durante as conversas, ouvem as crianças, identificam possíveis inquietudes, dialogando com elas, os pais ou parentes delas, e a direção da escola. No final do aprendizado, realiza-se a solenidade de formatura, que é o coroamento do programa.

O atual coordenador estadual do Proerd é o tenente José Dias Neto, responsável pelo atendimento estadual. O sargento Cleiton coordena o trabalho no município de Porto Velho, cabendo ao major Marcelo Vitor Duarte responder pelas atividades sociais que também se estendem ao JCC (Jovens Construindo a Cidadania), a Polícia Mirim, Projeto Maria da Penha e Mediação de Conflitos.

Hoje, na Escola Duque, o sargento Cleiton projetou para o segundo semestre de 2019 o atendimento a cinco mil alunos em todo o estado, incluindo o distrito de Jacy-Paraná (município de Porto Velho).

“Chegamos recentemente ao distrito Bandeira Branca, em Presidente Médici (na BR-364), estamos presentes em Guajará-Mirim, e logo que estivermos em condições chegaremos ao município de Costa Marques, ambos situados na fronteira Brasil-Bolívia”, ele informou.

Segundo o coordenador, o governador, coronel Marcos Rocha, determinou ao comandante da PM, coronel Ronaldo Flores, alcançar 100% no atendimento do Proerd.

Essa melhoria chegará com o funcionamento de novos cursos para a formação de instrutores e o fornecimento do kit Proerd, com livro, camiseta, notebook, projetor, caixa de som e certificado.

*Trotta ficou menos de um ano no cargo e apoiou educação

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais