Publicidade

Publicidade

Publicidade

Após 3 dias de investigação, Polícia prende detento que confessou ter matado usuário de drogas em RO

Vítima de 37 foi morta com tiros na cabeça, em frente a uma vila de apartamentos, no último dia 18, em Ariquemes. Para Polícia, vítima possuía dívida de drogas com o infrator.

0
Real Turismo

Após três dias de investigação, a Polícia Civil de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, prendeu um detento do regime semiaberto, de 24 anos, que confessou ter assassinado Leonildo Correia Pereira, de 37 anos, na última quinta-feira (18), no Setor Colonial.

A prisão foi efetuada na segunda-feira (21) e o infrator foi localizado em uma residência frequentada por usuários de drogas.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Rodrigo Camargo, Vandré dos Santos Ferreira chegou no local do crime em uma bicicleta, chamou a vítima para usar droga, mas quando a vítima saiu da vila de apartamentos, Vandré efetuou os disparos contra a vítima.

“Em razão do homicídio ter ocorrido por volta das 7h, não havia muitos transeuntes pela rua, o que dificultou à polícia para que pudesse identificar o autor através de testemunhas. Iniciadas as investigações e diligências, a equipe da homicídios conseguiu chegar ao suposto autor, e ao ser apresentado as provas, não restou outra alternativa, a não ser confessar o delito”, esclareceu.

Segundo a Polícia, durante o interrogatório, Vandré apresentou uma versão completamente diferente da existente nos autos, sobre a motivação do crime, e que deve ser confirmada no andamento do inquérito.

“A motivação segundo Vandré, era de que havia uma desavença entre ele e a vítima, no entanto esta versão não nos parece verdadeira. É bem provável que o motivo do crime está relacionado a uma dívida de drogas, entre a vítima e o infrator”, comentou Camargo.

Conforme o delegado, o infrator cumpria pena por um crime de roubo no regime semiaberto e utilizava tornozeleira eletrônica no momento do crime. Mas colocou um dispositivo para tentar bloquear o sinal do equipamento de monitoração. No entanto, os policiais conseguiram chegar até ele, através de outras provas.

As investigações seguem em curso e a polícia trabalha para tentar localizar a arma utilizada pelo infrator no crime. O delegado acredita que possa concluir o inquérito policial até a próxima sexta-feira (26).

“Ao que tudo indica, foi somente Vandré que executou o crime, ainda não apreender a arma do crime, pois segundo ele, se desfez da arma jogando em um brejo. Essa história, obviamente, a polícia já escutou várias vezes e não acredita nessa versão. Então, nós vamos agora em busca da arma utilizada no delito”

O infrator foi encaminhado até o Centro de Ressocialização de Ariquemes, onde aguardará o andamento do processo pelo crime de homicídio e cumprirá o restante da sentença por roubo.

O homicídio

Leonildo Correia Pereira foi assassinado com três tiros na região da cabeça, no início da manhã do último dia 18 de abril, na calçada de uma vila de apartamentos, no Setor Colonial.

Segundo informações da PM, populares ouviram o barulho de tiros e ao verificaram o que havia acontecido, encontraram o corpo do homem caído no local. O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi solicitado, mas ao chegarem, constataram que a vítima estava morta.

As testemunhas disseram aos policiais que a vítima era usuário de drogas e que imóvel onde ele estava é frequentado por outros usuários para o consumo de drogas.

por G1/RO
da G1/RO

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais