Publicidade

Publicidade

Publicidade

Aprendizado e Ressocialização: Reeducandos trabalham na reforma de presídios de Rondônia

0
Real Turismo

Dar importância ao trabalho de ressocialização e educação está entre as metas do governo Marcos Rocha. Um trabalho que iniciou na época em que era gestor da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e que tem se perpetuado e trazido resultados. De janeiro a junho deste ano, a Sejus deu um salto em reformas e entregas de obras, com sete conclusões em todo o Estado.

Segundo o coordenador de infraestrutura da Sejus (Coinf/Sejus), Robson de Sousa, uma das ações mais esperadas e importantes era a conclusão da Cadeia Pública de Jovens e Adultos Jorge Thiago Aguiar Afonso com 603 vagas.

 

“Com a entrega dessa nova unidade, nós reduzimos o número de presos do Urso Branco e do Panda, o que desafogou todo o sistema. A  obra com capacidade para 603 vagas era um sonho muito esperado por todos’’, destaca Robson de Sousa, coordenador de infraestrutura da Sejus

 

As obras tiveram poucos gastos devido a utilização da própria mão de obra reeducanda. A Gerência de Reinserção Social é quem faz a seleção dos reeducandos, com base no preenchimento de pré-requisitos. A coordenadoria então seleciona os perfis.

“Hoje temos muitos homens já profissionais que atuam em vários setores públicos além de empresas privadas. É um ganho para o Estado na ressocialização, e um ganho para os reeducandos que aprendem e se tornam profissionais”.

OBRAS EM TODO O ESTADO

Em Porto Velho a Sejus ainda reformou o antigo provisório feminino, para instalações do Centro de Correção da PM, fez reformas também na Penitenciária Milton Soares de Carvalho o “470”.

Já no interior, em Ariquemes fez a reforma de blocos danificados no Centro de Ressocialização da cidade. Em Guajará- Mirim a estação de Tratamento de Esgoto da Casa de Detenção e Unidade Semi Aberto Masculino foi entregue à população. Ji–Paraná também pôde comemorar com a reforma total da Estação de Tratamento de Esgoto do Complexo Prisional da cidade. E em Colorado do Oeste, a Sejus fez a entrega da obra do Bloco de Visita Familiar e Hospedagem Rotativa na Casa de Detenção.

PROFISSIONAIS DO FUTURO

Segundo o coordenador ao entrar no sistema prisional os reeducandos recebem cursos profissionalizantes nas áreas de construção civil, elétrica, hidráulica entre outras. Atualmente, 1.701 homens fazem parte do Programa de Reinserção da Secretaria que proporciona além da remição da pena, um salário mínimo, com o desconto de 25% que é destinado ao Fundo Penitenciário (Fupen). O trabalho da secretaria abrange dois itens principais a educação, buscando profissionalizar os reeducandos, e a aproximação com os familiares, item essencial na ressocialização.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais