Objeto Moveis _ 970×90

Aquisição de equipamentos e instalação de fábricas de artefatos de cimento a três unidades prisionais de Rondônia são viabilizadas

0

As unidades prisionais de Rolim de Moura, Ji-Paraná e Guajará-Mirim deverão contar com fábricas de artefatos de cimento ainda este ano. A viabilização por meio de projetos para aquisição dos equipamentos e das respectivas construções dos barracões estão em fase de estudo técnico pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

A proposta da Sejus é adquirir os equipamentos simultaneamente para atender às três unidades carcerárias, que vão utilizar mão de obra de reeducandos na produção dos produtos, como manilhas, blocos, muros e bloquetes, por exemplo. Os artefatos serão utilizados em obras do governo estadual e dos municípios das três regiões que manifestaram interesse por meio de convênios.

“A previsão da aquisição dos equipamentos e das construções dos barracões é para o segundo semestre deste ano”, informou o coordenador de infraestrutura da Sejus, Robson de Sousa, explicando que os projetos das três unidades serão parecidos, diferenciando apenas em detalhes de uma praça a outra conforme a necessidade de demanda produtiva local. “Vamos licitar e comprar as máquinas para as três regiões no mesmo processo licitatório”, afirmou o coordenador.

O recurso para implantação da fábrica em Ji-Paraná é de R$ 300 mil e está assegurado por meio do Fundo Penitenciário de Rondônia (Fupen), conforme informou o secretário executivo regional Everton Esteves, detalhando que na penitenciária Agenor Martins de Carvalho há área em desuso para a construção da unidade industrial.

O Agenor de Carvalho mantém 570 detentos. Deste total, a fábrica vai absorver inicialmente a mão de obra de apenas 25 pessoas, que são as autorizadas pela Vara de Execuções Penais para este tipo de atividade laboral. “É determinação do governador Marcos Rocha a redução de gastos e o engajamento de apenado em atividades que beneficiem a sociedade de alguma maneira”, explicou Everton Esteves, ao apresentar o pré-projeto da fábrica de artefatos.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais