Publicidade

Atleta de RO comanda time de tênis de mesa de Mogi das Cruzes, em SP

Real Turismo

O atleta de tênis de mesa Afonso Guedes, se prepara para o campeonato dos Jogos Regionais de São Paulo, que acontece do dia 13 a 21 de setembro em São Bernardo. Após passar a primeira fase da competição, que aconteceu no primeiro semestre do ano, Guedes viaja novamente para representar a cidade de Mogi das Cruzes, SP, como capitão da equipe, no Paulista que reunirá mais de 110 atletas da modalidade.

Depois de participar de um torneio em Manaus (AM) em 2014, Afonso recebeu o convite do técnico do time de Mogi das Cruzes para fazer parte da equipe. Logo depois de sua estreia, o rondoniense se tornou capitão do time paulista.

– Logo quando eu voltei da China participei de um torneio em Manaus, o técnico do time de Mogi das Cruzes me viu jogando e fez uma proposta simples para participar como reserva. Logo no primeiro jogo, o principal atleta não conseguiu jogar por conta do nervosismo e aí entrei. Desde que estreei já me tornei capitão. É uma realização muito grande de ser o capitão da equipe ainda mais tendo os melhores de várias regiões do Brasil. Mesmo eu sendo do lugar mais excluído do país, como é Rondônia, quando chego lá sou muito respeitado e reconhecido – explica.

O que começou com uma competição na escola, hoje é a profissão do jogador e presidente da Federação Rondoniense de Tênis de Mesa, Afonso Guedes. O atleta que é filiando a liga Paulista do esporte e conta como conheceu e se apaixonou pelo tênis de mesa.

– Tinha um amigo meu na escola que jogava tênis de mesa e ele me falou que treinava, e só para ganhar dele eu comecei a treinar também. Hoje ele não joga mais, no entanto eu fui abandonando outros esportes que eu praticava para me dedicar somente a esse – fala.

Afonso é formado em engenharia civil, mas abandou a profissão para iniciar o curso de Educação Física e se dedicar ao esporte e aos mais de 20 alunos.

– Trabalhei como engenheiro civil e larguei tudo para voltar a treinar. Agora estou concluindo o curso de Educação Física, já tenho vários cursos de técnico na área e dou aulas que são divididas durante o dia para vários alunos, mas sempre dividindo entre as aulas e meu treinos -comenta.

Referência para os alunos, Guedes explica que é preciso dedicação e com os diversos convites de ir para o Japão pretende levar os aprendizes para algumas competições.

– Sempre falo para os meus alunos que é difícil hoje ter um professor que ainda é atleta e continue sendo inspiração para eles. Mas eles têm essa oportunidade e principalmente de se tornarem os melhores. Cabe a eles traçarem esse caminho e seguir em busca do sonho – comenta.

Sem esperar, o atleta comenta estar investido, com recursos próprios, no local que será sede para receber os novos adeptos da modalidade.

– Por amor ao tênis de mesa, tiro dinheiro do bolso para investir. Particularmente eu não acho que vale a pena correr atrás de dinheiro público. Então prefiro fazer projetos sociais e ajudar algumas pessoas por conta mesmo sem esperar dos órgãos públicos, pois já não confio mais – desabafa.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais