Publicidade

Publicidade

Em Rondônia, florada do café indica que os frutos estão prestes a surgir

0
Real Turismo

Através do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), as propriedades rurais do município de Nova Brasilândia do Oeste, interior de Rondônia, estão coloridas com a florada do café clonal, o que significa que os frutos estão prestes a surgir.

Nova Brasilândia possuiu cerca de 153 hectares de área plantada com o café conilon, esse total é apenas referente ao PNCF. De acordo com coordenadora de Unidade Técnica Estadual da Secretária de Estado da Agricultura (Seagri), Fabiana Back Locks, a expectativa é que essas áreas aumentem com o decorrer dos anos, tendo em vista o bom andamento do programa.

No município já são 97 famílias beneficiadas, tendo o café clonal como projeto produtivo e culturas para subsistência familiar, como o urucum, mandioca, inhame, feijão, pimenta do reino, limão e abacaxi.

O secretário Estadual de Agricultura de Rondônia, Evandro César Padovani, disse que a Seagri recentemente entregou para os municípios equipamentos que ajudam os produtores rurais na produção, como: tratores, grades aradoras, carretas agrícolas, pá carregadeira, entre outros equipamentos adquiridos através de um termo de compromisso entre a Secretaria de Agricultura e o Ministério da Defesa, com novas tecnologias avançadas, agiliza e facilita o trabalho dos agricultores.

Com a chegada das chuvas, os frutos do café brotam sem precisar de irrigação, melhora o desenvolvimento e a qualidade. 93% do nosso café é comercializado em outros estados, marcas conhecidas como 3 Corações, Pilão e Melita levam o produto aqui de Rondônia. “Os cafeicultores ganham e o Estado se destaca nesse setor produtivo”, disse Evandro Padovani.

COLHEITA DO CAFÉ

Os cafeicultores tem dia certo para o início da colheita dos grãos: 10 de abril, data instituída no calendário oficial do Estado como o Dia do início da colheita do café conilon, através da Lei 3.516 de 2015.

O objetivo da data simbólica é elevar a qualidade do café de Rondônia e incentivar os produtores rurais a colher o café maduro, elevando assim a qualidade do produto, o que geraria um lucro significativo.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais