Publicidade

Publicidade

Blitz educativa do Detran Rondônia tem adesão da sociedade

0
Real Turismo

O trabalho de educação de trânsito que o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran/RO) vem realizando nos 52 municípios do Estado tem ganhado a adesão da sociedade, que tem elogiado as ações que previnem acidentes e mortes. Na manhã desta terça-feira (3), a blitz educativa foi na avenida Farquar, nas imediações do Palácio Rio Madeira, em Porto Velho.

Agentes de Trânsito da Diretoria Técnica de Educação de Trânsito (Dtet), em parceria com a Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e agentes da Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) de Porto Velho, fizeram uma grande mobilização para orientar e sensibilizar os pedestres, ciclistas, motociclistas e condutores de veículos, no sentido de agir no trânsito de forma defensiva para prevenir acidentes e mortes no trânsito.

O diretor geral do Detran, coronel Neil Gonzaga, explica que além da orientação e distribuição de material educativo para os usuários da via, os agentes de trânsito também doaram capacetes para condutores de motocicletas, que entregam seus capacetes velhos e recebem um novo. Os ciclistas também são orientados a usar equipamentos de segurança, o capacete que apesar de não ser obrigatório, o Detran também incentivo o uso, pois em caso de queda o equipamento pode proteger a cabeça, evitando assim um trauma e às vezes até a morte do ciclista.

A diretora Técnica de Educação de Trânsito, Cleuza Avello Correa, disse que o trabalho de orientação e conscientização é fundamental para que as pessoas mudem de comportamento no trânsito, trazendo para si uma consciência maior no sentido de alta proteção no trânsito. “Se cada um fizer a sua parte no trânsito, com certeza não teremos tantos acidentes como temos nos dias atuais”, disse a diretora.

O senhor Manoel Antunes de 62 anos que é morador do bairro Nacional utiliza como meio de transporte, uma bicicleta cargueira para se locomover pela cidade, seja para trabalhar, fazer compras e até para passear. “Eu ando de bicicleta há mais de 30 anos, é o meu meio de transporte, vou para todo lugar com ela”, afirmou o idoso. Durante a blitz educativa, após receber as orientações sobre a importância de utilizar os equipamentos de segurança para a sua segurança no trânsito, o idoso trocou o chapéu por um capacete. “Vou usar, numa queda a cabeça é a primeira a ser atingida”, reforçou.

Dados estatísticos do Detran apontam que houve redução no número de mortes de ciclistas em Rondônia, passando de 42 em 2017 para 26 em 2018. O número de motociclistas que perderam a vida no trânsito também reduziu de 278 em 2017 para 192 em 2018. Outro dado importante é a redução dos índices de mortes no trânsito, de 506 em 2017 para 394 em 2018, uma redução de 22,1%.

da Governo de Rondônia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais