Publicidade

Campanha Dengue_novembro_desktop

Botija de gás chega a R$ 87,25 no interior de Rondônia; veja preços

Pesquisa da ANP revela que Pimenta Bueno e Cacoal estão vendendo o gás mais caro do estado.

0
Real Turismo

A botija de gás (13 kg) fechou o mês de novembro custando R$ 87,25 em Pimenta Bueno, segundo pesquisa divulgada no fim de semana pela Agência Nacional do Petróleo (Anp). Esse é o preço médio mais caro no estado.

O levantamento revela que no início de novembro a cidade de Pimenta Bueno vendia o botijão a R$ 87,25. Na semana seguinte, em 10 de novembro, houve uma queda de 1,43% no valor médio do botijão e o consumidor passou a pagar R$ 86 na unidade. Porém o preço disparou na segunda quinzena e, em 30 de novembro, voltou a custar R$ R$ 87,25.

Segundo a ANP, a cidade de Cacoal tem o segundo maior preço da botija de gás. Ao longo do mês de novembro o consumidor não desembolsou menos de R$ 85 no botijão de 13 quilos. Em 10 de novembro, o município ficou à frente de Pimenta Bueno e, por uma semana, vendeu o gás mais caro de Rondônia.

A capital Porto Velho teve o maior aumento no preço médio do botijão de gás ao longo das últimas quatro semanas: 2,58%. Em 3 de novembro o portovelhense pagava R$ 74,55 pela botija. Nas semanas seguintes o preço médio subiu disparadamente e, em 30 de novembro, chegou a R$ 76,48.

Enquanto isso, Vilhena teve o preço de gás mais estável em Rondônia, segundo a agência reguladora, oscilando de R$ 82,63 a R$ 83.

Ji-Paraná foi a única cidade que registrou queda no preço do gás: 2,98% em quatro semanas. No início do mês passado o botijão era vendido a R$ 79,50; já em 30 de novembro o valor caiu para R$ 77,13.

da G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais