Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
21
set
2020

Cerca de 13% dos atendimentos do Samu em Porto Velho a partir de março foram relacionados à Covid-19

Desde o primeiro caso do novo coronavírus registrado em Porto Velho, no mês de março, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já realizou mais de 550 atendimentos relacionados à doença na cidade. Esse número representa cerca de 13% de todos os socorros prestados desde então.

O levantamento foi feito pela prefeitura de Porto Velho, que indicou que de março até a última segunda-feira (25) foram realizados 4.187 atendimentos, sendo mais comuns as ocorrências por: acidentes de trânsito; casos clínicos e obstétricos; pacientes psiquiátricos; violência física, por arma branca ou arma de fogo; acidentes domésticos, entre outros.

No entanto, o número de atendimentos por casos de Covid-19 vêm crescendo, tendo sido registrados 104 atendimentos em março, 180 em abril e 275 nos primeiros 25 dias de maio, totalizando 559 em pouco menos de três meses (13,35% do total).

Ainda de acordo com a prefeitura, devido o aumento no número de casos na capital, que já registra mais de 2,4 mil pacientes diagnosticados e 79 mortes, foram adotados novos procedimentos no Samu para o atendimento a pessoas que testaram positivo para a doença ou que estão com suspeita, entre eles a entrega de duas novas ambulâncias, distribuição de novos equipamentos de proteção individual e higienização do prédio e das viaturas.

Atualmente, a equipe do Samu é composta por 19 médicos, 10 enfermeiros, 35 condutores socorristas de ambulância e 43 técnicos de enfermagem. Outros 15 funcionários estão afastados de suas funções por fazerem parte do grupo de risco da Covid-19.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas