Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
08
nov
2021

Com Planejamento Estratégico, Supel prevê mais avanços na entrega de serviços do Governo de Rondônia

A Superintendência Estadual de Licitações (Supel), que é o órgão central de compras e licitações do Governo de Rondônia, figura no eixo de Gestão Estratégica e viabiliza desde a compra de um medicamento a melhoria de estradas, publicou este mês, o Planejamento Estratégico da unidade que prevê mais segurança jurídica e celeridade nos trâmites, e desta forma estima avanços na entrega de resultados à população rondoniense.

Com o Planejamento Estratégico (2021-2025), a Supel busca ser referência em licitações, por excelência nos processos licitatórios, de forma ética, célere e transparente. ‘‘Esse planejamento está em consonância com o Planejamento Estratégico do Governo do Estado, e devido a Supel ser responsável pelo processo de licitação e aquisição de todas as unidades do Poder Executivo, também está alinhado com o planejamento de cada uma das unidades’’, explica o superintendente da Supel, Israel Evangelista.

Desta forma, para compor o planejamento houve uma união do alinhamento de diretrizes e prioridades de todos os entes envolvidos na missão da Supel. ‘‘Nós fizemos isso de maneira pontual em unidades que verificamos a necessidade, conforme o planejamento elaborado no Governo Marcos Rocha. Esse planejamento alinhado não é só importante para a organização interna da Supel para programar as prioridades, mas também para as demais unidades e à sociedade com a otimização e celeridade nos processos administrativos de aquisição’’, explica o superintendente.

Israel Evangelista pontuou que o desafio para a criação do Planejamento Estratégico teve início em alinhar a missão e visão de cada Secretaria com as da Supel, e depois, sob enfoque mais específico, foi feita a identificação dos processos em trâmite. ‘‘Chegamos a diversas possibilidades de atuação dentro da Supel, inclusive a realização de reuniões periódicas e alinhamentos estratégicos em cada um dos processos, um acompanhamento caso a caso, fazendo com que os trâmites tenham cada vez mais segurança jurídica e celeridade’’.

Entre as metas que compõem o Planejamento Estratégico da Supel sob a perspectiva da legitimidade, consta a capacitação constante dos servidores e manter os órgãos do Estado informados acerca dos procedimentos e legislações. Enquanto que na perspectiva de segurança jurídica traçou-se como indicadores a normatização de procedimentos, padronização de documentos e aplicação e observância de jurisprudência e decisões dos órgãos de controle. Já quanto a perspectiva de eficiência busca-se celeridade nos trâmites processuais, resultado positivo nas licitações e a colaboração ativa entre os órgãos do Estado.

Com essa iniciativa, a Supel avança na contribuição com a meta de atingir o máximo de entregas possíveis para a população proposta pelo Governo de Rondônia, seja na assistência social com amparo à população vulnerável, no apoio aos produtores rurais, na recuperação de estradas, e em todos os demais eixos de desenvolvimento. ‘‘A ideia é sempre otimizar e aprimorar as entregas feitas à população pelas unidades finalísticas’’, afirma o superintendente.

Fonte: Governo de Rondônia

Notícias Relacionadas