Com salários atrasados, servidores da Caerd entram em greve em Rondônia

Segundo a categoria, a população não será prejudicada com falta de abastecimento. Serviços de tratamento e distribuição da água continuam funcionando normalmente em todo estado.

0
Real Turismo

Servidores da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd) entraram em greve na manhã desta segunda-feira (7) em todo o estado. O motivo da paralisação é a falta de pagamento dos salários. Segundo a categoria, a população não será prejudicada com a falta de abastecimento de água. A greve segue por tempo indeterminado e grevistas estão concentrados na sede da Caerd da capital.

A paralisação atingiu 90% dos servidores Companhia, mas, segundo o Sindicato dos Urbanitários (Sindur), os serviços essenciais como tratamento e distribuição da água continuam funcionando normalmente em todo o estado.

De acordo com Jussie Nogueira, servidor da Caerd, o atraso no pagamento dos salários se estende há quatro meses.

“Janeiro, fevereiro, março e agora abril. Por isso estamos parados. Não é pra prejudicar a população não”, diz Nogueira, ressaltando que o 13° terceiro salário, que deveria ter sido pago em dezembro, só foi pago em abril.

Ao G1, a presidente da Caerd, Iacira Azamor, informou que a Companhia tem aproximadamente 600 servidores e todos estão com salários atrasados. “Os salários estão atrasados porque não tem dinheiro pra pagar”, pontua a presidente.

A última paralisação das atividades devido atraso de salários aconteceu em novembro de 2017, os servidores se reuniram em frente ao Palácio Rio Madeira para cobrar salários de setembro e outubro.

por Por Ana Kézia Gomes
da G1 RO

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais