Publicidade

Publicidade

COM TANTO PROBLEMAS, O PAÍS SÓ PENSA “NAQUILO”!

0
Real Turismo

O momento ainda é de risco e tensão no Estado, em função do perigo de outra grande enchente. Há um clamor público, também, pelo andamento e entrega de dezenas e dezenas de obras, todas importantes, que estão inacabadas ou paralisadas, cada uma delas por motivo diferente. A saúde pública na grande maioria das cidades está pedindo socorro. Não falta dinheiro nem boas intenções.Mas falta gerência, boa vontade e ações que priorizem a população pobre e quase abandonada. Já melhorou a questão da habitação popular, depois de milhares de casas construídas e parte delas entregues à população mais necessitada. Mas, depois de duas décadas sem ser entregue qualquer conjunto habitacional, o que foi feito no atual governo ainda é pouco, neste setor. A BR não precisa de remendos, feitos a peso de ouro, todos os anos. Precisa ser duplicada, com serviço de qualidade, para evitar que todos os dias vidas sejam perdidas em acidentes sem fim. Muitas rodovias estaduais pedem socorro, assim como o pedem os produtores rurais, que em diferentes regiões de Rondônia clamam por estradas em boas condições, para que possam escoar sua produção.

Tudo isso é um resumo dos problemas que temos a enfrentar no Estado. Muitos deles há décadas. Alguns até insolúveis. Mas qual a maior fatia dos debates, dos encontros de lideranças, das discussões acaloradas? Acertou quem falou que é na área política. Parece que importante mesmo é ainda falar de reeleição, depois do secretariado do governador, depois da eleição da Mesa Diretora da Assembleia e, a partir de agora, das próximas eleições municipais, que acontecem daqui a cerca de dois anos. Assim é em Rondônia, assim é no Brasil. Não resolvemos quase nada, mas somos mestres na arte de viver  no entorno da política. 

 

DIVIDINDO O PODER

A indicação do Coronel Caetano para diretor geral do DER vem com o aval do ex diretor e hoje deputado federal Lúcio Mosquini, mas também com a assinatura de outro peso pesado do PMDB, o senador Valdir Raupp. Nos bastidores, comenta-se que o deputado Lebrão teria desistido de assumir a função exatamente porque seu poder não seria amplo, geral e irrestrito. Teria que dividir o comando com lideranças políticas importantes. Optou por cair fora…

CUIDADO COM A NET!

 

Moto roubada em Porto Velho foi vendida pela OLX , via internet. O ladrão colocou o produto à venda e obviamente, quando o novo comprador foi pego com o veículo roubado, acabou detido como receptador. Portanto, é preciso ter muito cuidado com a procedência de mercadorias adquiridas por esse sistema na Net. A moto, uma Dafra 50 cilindradas, foi recuperada e está na Central de Polícia. A legítima proprietária espera que as autoridades liberem o veículo com urgência, para que ela possa voltar a usar o que é seu.

 

SOM RIDÍCULO

 

Há que se reconhecer que o aeroporto de Porto Velho não está tão mal assim, comparando-se com outras da região e do país. Rondonienses que viajaram nessas férias criticaram duramente aeroportos como os de Campo Grande e Cuiabá além dos de São Paulo, Rio e Brasília. Mas há coisas simples, que podem melhorar ainda por aqui. Exemplo: o péssimo sistema de som, que custou caro e que é um arremedo. Simplesmente inaudível para os passageiros e visitantes. Isso já seria um começo. Porque, é claro, há muito mais a fazer…

 

UÉ, MAS NÃO É FESTA DA PAZ?

 

Uma média diária de 90 atendimentos no João Paulo II,.alguns em estado muito grave. Um total de 70 motoristas flagrados embriagados. Mortes no trânsito e assassinatos. Violência pura. Tudo isso resumiu os cinco dias de carnaval em Porto Velho. No Estado todo, o número de ocorrências também foi grande. Mas o carnaval não deveria ser a festa da paz e da alegria? Em todo o Brasil, mortes e mais mortes. Mas, em nível nacional, a boa notícia é de que caiu em 38% o número de mortos no trânsito.

 

QUEM PAGA O PATO?

Em tempos de crise, os sacrifícios têm que ser de todos. Não tem? Mas do governo brasileiro e o Congresso  é que não é, porque a gordura estratosférica, mais que obesidade mórbida continua, com a gastança em 39 ministérios e dinheiro jogado no lixo todos os dias. Não há também qualquer sacrifício quando se trata de reduzir os achaques ao do povão, com a carga pornográfica de impostos. Ou seja, sacrifício mesmo só da turma de sempre: os assalariados, a classe média, os pobres. Os que sempre se dão bem, continuam com a mesma vida opulenta de sempre.

 

GUERRA CIVIL

A crise da Venezuela, que corre o sério risco de entrar numa guerra civil, com o terror que todos os conflitos como esses traz consigo, certamente vai atingir o Brasil, tanto em relação aos relacionamentos comerciais quanto políticos. O apodrecido governo do presidente Maduro está atacando a todos os adversários, inclusive com prisões arbitrárias e ataques armados contra a população civil, tentando manter o poder na base da violência. O governo bolivariano brasileiro está ao lado da quase ditadura de Maduro. Um conflito armado agora, na América Latina, seria mais um fato terrível para essa região já tão sofrida.

 

PERGUNTINHA

 

Não é ridícula a gritaria via redes sociais, de convocação para passeatas pedindo o impeachment da presidente Dilma, quando os encontros nas ruas não reúnem mais que 50 pessoas?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais