Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
03
jul
2020

Coronavírus: Espigão do Oeste recebe testes rápidos

Dez mil testes rápidos foram distribuídos entre as cidades de Cacoal, Espigão do Oeste, Ministro Andreazza, Pimenta Bueno, Primavera de Rondônia e São Felipe D’Oeste para que sejam disponibilizados a população nas unidades básicas de saúde.

Conforme o gerente regional de Saúde em Cacoal, Jair José da Rocha, a distribuição será dividida em duas fases.

“A partir do dia 3 inicia a primeira fase, e vai até o dia 9. A segunda fase será do dia 17 a 23. Dia 15 recomeçamos a distribuição dos testes. Cada município recebe conforme o cálculo proporcional a quantidade de moradores”, informou.

10 mil testes rápidos são distribuídos em 6 municípios de RO

Cidade Fase 1 Fase 2
Cacoal 1.356 2.596
Pimenta Bueno 588 953
Espigão D’Oeste 528 858
Ministro Andreazza 155 258
São Felipe do Oeste 104 251
Primavera de Rondônia 46 51

Jair explicou ainda que os exames serão feitos por pacientes assintomáticos, que tenham notado algum dos sintomas da Covid-19 nos últimos 5 a 7 dias.

“O objetivo desta testagem é que o Estado tenha um controle, porque alguns municípios estão aumentando de forma rápida nos últimos 15 dias e se tivermos um controle dessas pessoas assintomáticas testadas, podemos isolar para que não transmitam o vírus. Com o intervalo de uma semana, voltamos aos testes com quem teve contato com quem positivou para ter um quantitativo e mapeamento mais efetivo”, relatou.

Cacoal é uma das cidades em que o crescimento do número de casos foi significativo. Segundo o boletim da Secretaria Municipal de Saúde do município, até o dia 2 de junho, 59 casos foram registrados. A primeira morte na cidade foi registrada no dia 31 de maio.

O teste ficará disponível aos pacientes nas unidades básicas de saúde de cada cidade e o resultado do exame sai em cerca de 30 minutos.

A ação faz parte do projeto Mapeia Rondônia, que tem como objetivo levar mais de 100 mil testes rápidos à população, que apresente sinais e sintomas da Covid-19 há sete dias.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas