Juliano Barbosa e o patrão Guilherme Alves morreram na madrugada de segunda-feira (20), na serra de Maracaju, a 180 km de Campo Grande.

Da Redação da RSE

O corpo do motorista espiogoense Juliano Barbosa, que tinha 26 anos, vítima de acidente no estado do MS, na serra de Maracaju deve chegar no final da tarde de quarta-feira (22) as 18h, para ser velado na residência da mãe, que fica na rua Ceará/Suruí no Centro do município.

Juliano deixa esposa e um filho de apenas oito meses. Segundo a mulher, Michele, esta seria a sua única viagem como motorista de caminhão. “Ele só foi mesmo porque tavaprecisando. A gente tinha combinado que ele arrumaria emprego por aqui mesmo. Eu não queria ele viajando por aí,” disse Michele muito emocionada por telefone, durante contato feito pela RSE.

Amigos fizeram diversas homenagens a Juliano na internet através de redes sociais. O jovem era muito conhecido no município. Não há muitos detalhes sobre como tudo aconteceu, mas segundo familiares, Juliano estaria dirigindo o caminhão que ficou totalmente destruído após capotar várias vezes. Era pouco depois da meia noite, segundo informações de Michele. O PRF Piffer, que atendeu a RSE, disse que era madrugada quando houve a comunicação do acidente, mas não especificou horário.

A chegada do corpo, como supracitado, esta prevista para as 18h, desta quarta-feira (22) e o velório será na residência da mãe, rua Ceará/Suruí, Centro de Espigão.  O sepultamento será na quinta-feira (23) com previsão para as 9h, da manhã no cemitério Jardim da Paz, segundo informou familiares.

Fonte: Radio Sociedade Espigão