Publicidade

Publicidade

Publicidade

CPI em Rondônia e outras ações fazem Energisa perder R$ 1 bilhão na bolsa de valores

Com variação de 2,38%, as ações da Energisa fecharam o dia em uma das maiores baixas, em -0,22%.

0
Real Turismo

A Energisa sofreu uma grande derrota, em decorrência das CPIs em Rondônia, Acre e no Mato Grosso, pois na quinta-feira (17) a empresa fechou o dia em queda na bolsa de valores. Estima-se que a queda possa dar um prejuízo acima de 1 bilhão de Reais.

Especialistas atribuem a queda nas ações da empresa na Bolsa de Valores às CPIs que acontecem nos Estados de Rondônia, Mato Grosso e Acre, e a diversas ações judiciais que a empresa sofre, ocasionando a maior baixa desde a sua instalação nesses Estados.

 

Rondônia:

Na CPI que acontece em Rondônia, a Comissão já ouviu diversos órgãos reguladores. Na última quarta-feira (16), a CPI da Energisa descobriu que Ipem é prestador de serviços da empresa. Um técnico do instituto admitiu que há casos de identificação de relógios que marcaram 40% a mais do que o consumo real. Quando isso acontece, o aparelho é devolvido à Energisa, juntamente com um relatório, mas não é enviada cópia do documento ao consumidor. Também foi admitido que pertence à concessionária de energia o equipamento no qual os relógios marcadores de consumo são aferidos.

 

Mato Grosso:

A CPI, de autoria do deputado Elizeu Nascimento (DC) teve a chancela do presidente da Casa, Eduardo Botelho (DEM), que não poupou críticas à empresa e incitou a população a “derrubar” a concessionária.

 

Acre:

O deputado Roberto Duarte (MDB) apresentou documentos referentes ao consumo de energia em seu escritório, demonstrando que os kWh consumidos entre um mês e outro em nada sofreram alteração, no entanto, a conta praticamente teria dobrado o valor.

Fonte: Oobservador

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais