Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
25
Maio
2020

Criação da unidade Covid-19 e treinamento de profissionais de saúde são as primeiras medidas do governo em Guajará-Mirim

No prédio da antiga Secretaria Municipal de Saúde de Guajará-Mirim, o Governo de Rondônia, por meio da equipe técnica da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), vai estruturar alas com Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) com ventiladores mecânicos e enfermaria para casos leves de pacientes suspeitos e confirmados com coronavírus.

“Vamos colocar dois leitos de UTI,  mais dois de enfermagem em uma ala com quartos separados e isolados  para  pacientes suspeitos de Covid-19 que necessitam de internação clínica. Depois de confirmado o exame, o paciente vai para a internação dos confirmados”, informou o médico Sérgio Melo da equipe de assistência hospitalar.

ASSISTÊNCIA À ATENÇÃO PRIMÁRIA

O retorno imediato das unidades básicas de saúde e das visitas domiciliares dos agentes comunitários de saúde são medidas que constam no novo plano de ação que está sendo montado por técnicos da Sesau, da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Defesa Civil, em parceria com os profissionais de saúde do município de Guajará-Mirim.

De acordo com o enfermeiro e técnico da Sesau, Jarbas Bandeiras, os agentes voltam devidamente paramentados com Equipamentos de Proteção Individual (EPI) encaminhados pela Sesau a todos os municípios. “O retorno destes agentes é importante porque, assim, será possível monitorar estas pessoas antes que o caso se agrave. As equipes terão que fazer a atualização a cada 24 horas no sistema e a equipe da Sesau fará o monitoramento remoto, acompanhando tudo”.

O atendimento do agente será feito pelas janelas ou portas das residências, sem entrar nas casas. Com isso será possível um mapeamento das pessoas com comorbidades e maior gravidade, além de grupos de riscos.

As equipes estão desde o último dia 19 em Guajará-Mirim, e desde então já foram montadas as Redes de Assistência Hospitalar, tendo como instrutor o médico Sérgio Melo; e da Atenção Primária, sob o comando dos técnicos da Sesau Marta Duarte e Jarbas Bandeira, com o objetivo de organizar a porta de entrada dos pacientes, que é através das unidades básicas de saúde.

“Estamos atuando com todas as áreas da atenção, vigilâncias e gestão e o comando de incidentes. Na quarta-feira, dia 20, ficamos reunidos até a noite numa reunião integrada, foi possível detectar as fragilidades. De imediato, começamos um plano de ação”, explicou a técnica da Sesau, Marta Duarte.

Também já foi redesenhado o organograma do comando de incidentes.  E a equipe do Corpo de Bombeiros está orientando sobre as medidas restritivas do isolamento social conforme o decreto governamental.

Marta ressalta que os profissionais de saúde do município estão sendo receptivos às recomendações e apoiando nos trabalhos. “A população vai perceber que o apoio do Estado irá ajudar, sim, as mudanças do fluxo e protocolos”.

CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO

A equipe de servidores responsável pela limpeza do Hospital Regional de Guajará-Mirim também está passando por capacitação. “Eles estavam com medo e recuando para trabalhar. Nosso trabalho foi explicar sobre o uso adequado dos EPI’s”, ressaltou Marta Duarte.

Agevisa está reorganizando com os profissionais de saúde de Guajará Mirim os protocolos e fluxos junto à vigilância em saúde do município, além da capacitação de coleta e armazenamento de amostras.

Na manhã de sexta-feira (22) foi feito um treinamento para coleta de PCR (exame que detecta o novo coronavírus). A capacitação foi ministrada pela médica da Agevisa Flavia Mendes a enfermeiros de do município.

Fonte: Governo de Rondônia

Notícias Relacionadas