Curso sobre diagnóstico rápido das infecções fúngicas será ministrado pelo Cepem a profissionais da saúde em Rondônia

0
Real Turismo

O curso sobre Diagnóstico Rápido das Infecções Fúngicas será ministrado a profissionais da saúde, que realizam diagnóstico laboratorial, em unidades da rede estadual (Centro de Medicina Tropical de Rondônia – Cemetron, Hospital de Base, Pronto Socorro João Paulo II, Laboratório Estadual de Patologia e Análises Clínicas – Lepac, Laboratório Central de Saúde Pública – Lacen e Centro de Pesquisa em Medicina Tropical – Cepem).

Este será o primeiro curso a ser ministrado, com foco no diagnóstico rápido das infecções fúngicas, destaca o especialista em Micologia Médica e Mestre em Biologia de Fungos, Elton Bill Amaral de Souza, responsável pela capacitação dos servidores.

Segundo ele, a realização da capacitação justifica-se pela necessidade de ampliar o atendimento ao diagnóstico, serviço realizado, atualmente, apenas pelo Cepem. “Considerando que vivemos em uma região muito úmida e com alto índice de casos, é importante que outros profissionais estejam capacitados para realizar esse tipo de diagnóstico, uma vez que recebemos no Cepem pacientes e amostras clínicas de várias unidades de saúde de Porto Velho e de outros municípios”, pontuou o especialista.

O treinamento dos servidores será realizado nos dias 11 e 12, deste mês, no auditório do Lacen, localizado na rua Anita Garibalde, nº 4.130, bairro Costa e Silva, em Porto Velho.

Sobre as infecções fúngicas e diagnóstico

Os fungos comumente habitam o meio ambiente e até mesmo o próprio corpo humano. No entanto, algumas espécies podem causar diferentes tipos de doenças, podendo levar a infecções graves e/ou fatais. Rondônia, por estar numa região quente e úmida, registra diversas doenças fúngicas, sendo as de maior incidência, identificadas, no Laboratório de Micologia Médica do Cepem, as micoses superficiais como Dermatofitose (impinge), Pitiríase versicolor (Pano branco), e Candidíase.

Entre as micoses que levam o paciente a óbito, destacam-se alguns casos de Paracoccidioidomicose, histoplasmose e Cryptococose. O diagnóstico das infecções fúngicas é rápido e pode ser realizado de duas formas, a pesquisa de fungo, para identificação da doença que o paciente tem, e a cultura micológica que identifica o nome do fungo que está causando a doença.

Muitos hospitais, possuem dificuldade em fazer o diagnóstico definitivo de doenças fúngicas, ocasionando sérios problemas ao paciente. Desta forma, o diagnóstico rápido e correto das infecções fúngicas é de extrema importância na rede pública, por isso, o Cepem que possui um profissional qualificado na área e com ampla experiência no diagnóstico micológico, está oferecendo este treinamento, no intuito de capacitar os profissionais de saúde e ampliar a rede de atendimento aos pacientes.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais