Curso sobre referencial curricular é aplicado a profissionais de educação de três cidades em Ji-Paraná

0
Real Turismo

Cerca de 300 profissionais vinculados às escolas públicas estaduais e municipais de três cidades da região participam até sexta-feira (14), no auditório da Unijipa, em Ji-Paraná, do curso de formação continuada para implementação do referencial curricular do estado de Rondônia.

O evento é dirigido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e tem o objetivo de aprofundamento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O encontro dos profissionais da educação com palestrantes do quadro efetivo da Seduc é o segundo realizado pelo governo estadual. O primeiro ocorreu em Porto Velho, em maio. Outros quatro cursos deverão acontecer em outras regiões de Rondônia ainda esse ano com o propósito de alinhamento curricular educacional.

“É o fortalecimento da educação em Rondônia. Os palestrantes são todos pratas da casa e isso se traduz em valorização do servidor e economicidade ao erário”, disse a coordenadora regional de educação de Ji-Paraná, professora Rosângela Marum, que envolveu 210 profissionais das escolas de Ji-Paraná, Presidente Médici e Alvorada do Oeste na primeira parte do curso iniciado na manhã de terça-feira (11).

Ao final do curso, os participantes se transformam em multiplicadores para compartilhar o aprendizado com os colegas nas respectivas escolas das quais estão inseridos. O referencial curricular atinge todas as disciplinas favorecendo o amplo conhecimento e a aplicabilidade dos conceitos apresentados durante o curso em Ji-Paraná.

Na abertura do evento, a psicóloga Shirlene Souza, discorreu sobre habilidades e competências socioeconômicas. Ela falou sobre a importância de o professor conhecer mais o campo emocional dos alunos e explicou que esse acolhimento é fundamental para a formação do estudante. “Às habilidades e competências não há idade. Tudo é processual”, defende a psicóloga.

Na fase do estudante infantil, por exemplo, Shirlene Souza explorou com bastante propriedade os ensinamentos de Jean Piaget, um cientista suíço “que revolucionou o modo de encarar a educação de crianças ao mostrar que elas não pensam como os adultos e constroem o próprio aprendizado”.

“A criança não entende se houver conflitos, brigas… Isso entra na cabeça dela e a resposta são problemas emocionais a serem curados no futuro. A criança necessita de mais cuidados, de ser amada”, disse a psicóloga, ressaltando o apoio aos infantes para que eles se tornem adultos confiantes, capazes.

A sequencia de conhecimento segue até sexta-feira (14) com uma vasta programação de palestras envolvendo desde orientações a pautas de trabalhos, planos de ensino, à educação especial com surdos.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais