Publicidade

Publicidade

Publicidade

Diretor do Detran fala de Maio Amarelo e das ações da autarquia na Assembleia Legislativa

0
Real Turismo

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Neil Gonzaga, disse nesta terça-feira (28), na Assembleia Legislativa, que a autarquia tem desenvolvido grandes esforços para a melhoria das condições de circulação viária e humanização do trânsito, trabalho que foi decisivamente reforçado com as atividades do Movimento Maio Amarelo em todo Estado de Rondônia, em parceria com os municípios.

A ida do diretor do Detran ao Parlamento atendeu a um convite do deputado Anderson Singeperon (PROS), da Comissão de Segurança Pública da Assembleia, para falar das ações do Movimento Maio Amarelo, um programa de alcance planetário lançado no Brasil pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, com a chancela e apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), por meio da Organização Mundial de Saúde (OMS), e que já impactou centenas de milhares de pessoas ao redor do mundo, e também em Rondônia, pelo sexto ano, com o objetivo de unir educadores, alunos, pais e comunidades neste grande projeto que visa formar uma cultura de educação, paz e de amor à vida nas relações com o trânsito, tornando-o mais humano e sem violência.

Os deputados Anderson Singeperon (autor do convite), Eyder Brasil e Johny Paixão foram unânimes em reconhecer a importância do trabalho que a autarquia vem desenvolvendo em todo Estado, inclusive com a parceria de alguns municípios. O deputado Anderson garantiu ao diretor do Detran, e em especial ao presidente do Sindicato dos Servidores do órgão (Sindetran), Adonias de Deus, que tem o maior interesse no projeto de Emenda Constitucional que propõe a criação da categoria de Agente de Segurança Viária no âmbito do Detran, a exemplo de outros estados, como o do Pará, que já instituiu o cargo. “Nós vamos conseguir as assinaturas necessárias para tornar possível sua admissão e tramitação e consequentemente sua aprovação”, disse o deputado.

O deputado Eyder Brasil manifestou todo apoio aos projetos e às inciativas de ação da autarquia, tendo sido acompanhado pelo seu colega, deputado Jhony Paixão, que chegou a propor a inserção do teatro de rua nas ações da Educação de Trânsito do Detran, projeto que foi considerado um sucesso em Ji-Paraná, pelo resultado que alcançou com quedas consideráveis nos índices de acidentes na cidade. Propôs ainda a inclusão de agentes públicos (servidores) do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), para participar do curso do Programa Educação Viária é Vital, que começa nesta sexta-feira em Porto Velho, numa parceria do Detran Rondônia com a Mapfre Seguros.

Acompanhado da diretora de Educação de Trânsito do Detran, Claudiene Dias, e dos dirigentes do Sindicatos dos Servidores do Detran, Adonias de Deus e Obed Lima, o coronel Neil Gonzaga (diretor-geral) disse aos deputados que foram mais de 30 dias de atividades contínuas do programa nas escolas, nas ruas, nas empresas, nas praças, em todos os lugares, sempre levando conhecimento e educação a todas as áreas da sociedade, a partir das escolas, utilizando as melhores estratégias de comunicação, dirigindo a cada grupo social informações planejadas e diretas, capazes de sensibilizar a todos sobre a necessidade de se trabalhar um modelo de relação com o trânsito mais seguro, que respeite as regras e que privilegie a vida. Para ele, este é um projeto mundial, mas que carrega a marca do Governo de Rondônia, pelo seu alcance.

Ao defender o conjunto das ações do Detran o diretor Gonzaga fez uma espécie de balanço das atividades, apresentando fatores como imperícias, falta de observação às regras do trânsito, desatenção, bebidas e outras transgressões na relação e no uso sistema viário que, como resultado gera anualmente 40 mil mortes no Brasil e nada menos de R$ 3 bilhões de custo para o sistema de saúde pública. Ele disse que só em Rondônia em 2017 morreram nada menos de 500 pessoas de acidentes de trânsito. “São números que nos preocupam muito e que precisam ser melhorados”, disse o diretor-geral do Detran, destacando a adoção ampliada das ações educativas e também repressivas para conter a escalada da violência e dos acidentes no trânsito em Rondônia.

Claudiene Dias apresentou aos deputados o conjunto das iniciativas de sua diretoria (Educação de Trânsito), os projetos e programas dirigidos à educação. Falou do resultado do Maio Amarelo e as tantas ações que estão destacando o Estado de Rondônia como o primeiro em todo o Brasil na execução e divulgação do programa pelo Observatório Nacional de Segurança Viária. Em aparte, o deputado Anderson Singeperon elogiou o trabalho do Detran, destacando que foi abordado em um bar à noite por uma equipe de técnicos do Detran, que passou orientações fundamentais aos presentes sobre os riscos envolvidos no binômio bebida e direção.

Por fim, o presidente do Sindetran, Adonias de Deus, agradeceu a oportunidade de estar presente à audiência, e aproveitou para agradecer aos deputados Eyder Brasil, Jhony Paixão e Anderson Singeperon, pelo apoio ao projeto de Emenda Constitucional que propõe a criação da categoria de Agente de Segurança Viária no âmbito do Detran. Também agradeceu e elogiou ao diretor-geral do Detran, pelo trabalho que vem realizando em defesa da autarquia e seus servidores, e pela sociedade rondoniense, colocando-se à disposição.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais