Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
25
set
2020

Drone é comprado para agilizar georreferenciamento de terras sem título, em RO

A Superintendência Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat) de Rondônia adquiriu um drone especial para agilizar os processos de georreferenciamento necessários na regularização fundiária do estado. O equipamento foi entregue nesta quarta-feira (29), no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho.

Ao G1, o superintendente da Sepat, Constantino Erwen Gomes, disse que entre os ganhos com o uso do drone está a redução no tempo para fazer o georreferenciamento, isto é, a delimitação de áreas usada na titulação de terras.

Um trabalho que antes levava quatro meses, com os técnicos fazendo demarcações no campo, será reduzido para 15 dias. Além disso, com o drone, a margem de erro deve cair de 50 centímetros para 5 centímetros.

“A gente está inserindo novas tecnologias no governo, não só na área da segurança, mas na regularização fundiária também. Esse drone é uma base de teste para futuramente fazer uma esquadrilha de drones e atingir o estado inteiro”, explicou.

O governador Marcos Rocha (PSL) lembrou que com o título da terra, o produtor pode conseguir financiamiento no banco e recursos para a produção. Mais dois drones devem ser entregues ainda este ano no estado, segundo Rocha.

“O nosso estado é voltado para o agronegócio, agricultura e muito da produção que nós poderíamos estar fazendo hoje não é feito porque os produtores não têm os recursos necessários, que é o título da terra”, disse.

De acordo com o Governo do Estado, o equipamento foi adquirido através de emenda parlamentar e custou cerca de R$ 50 mil.

O drone deve ser usado em todo o estado, de acordo com a necessidade. O aparelho voa a 120 metros de altitude em uma velocidade de 29 km/h; ele tem autonomia de 35 minutos.

Um processo de licitação está em andamento para treinar os servidores que vão operar o drone, segundo o superintendente.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas