Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
03
jul
2020

Em Espigão do Oeste a sociedade se junta para ajudar família, e Prefeitura embarga reforma da casa

A Procuradora do município disse que não iria se manifestar sobre o assunto.

Recentemente nas redes sociais (05 de agosto), um caso chamou atenção da sociedade de Espigão do Oeste, um senhor que sofreu um acidente ao cair de um cavalo e fraturou o fêmur. O Senhor Aristides tem 79 e há 6 meses estava acamado.

A partir de então, algumas pessoas passaram a se mobilizar e teve início a uma campanha para arrecadar o necessário para que o Sr. Aristides possa ter melhores condições de subsistência.

Veja abaixo a publicação feita no facebook:

Há poucos dias, foi iniciada a reforma da casa aonde morava o Sr. Aristides, contudo nos últimos a Prefeitura esteve fiscalizando a obra e embargou a reforma.

Revoltados com a situação, as pessoas que estão engajadas em ajudar, foram até a prefeitura para saber os motivos.

Ao que se pode apurar in loco, a obra estaria em local inapropriado, por estar perto de um córrego, o que não atende a legislação ambiental. Entretanto, segundo uma vizinha, já fazem aproximadamente 19 anos que o Sr. Aristides reside no local.

O outro lado           

Ao procurar a Prefeitura Municipal, a Procurada Municipal Jackeline Coelho da Rocha, estava em uma reunião com os envolvidos na reforma da casa.

Após a reunião, ao ser perguntada sobre a versão da Prefeitura, a procuradora disse que não gostava de dar entrevistas e que o assunto já estava resolvido, contudo não disse qual seria a solução.

Em conversa com um dos envolvidos que participou da reunião com a Procuradora, fomos informados que a reforma iria ter seguimento, e que a Procurada teria assegurado que tão logo terminassem as obras no conjunto habitacional, o Sr. Aristides iria ganhar uma casa lá.

Segundo uma pessoa que participou da reunião, as promessas foram feitas de forma informal, nada foi documentado.

Notícias Relacionadas