Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
04
abr
2020

Casal é preso com quase 2 mil pedras de diamante em Vilhena, RO

BR 364 virou rota para tráfico de diamantes; outra apreensão foi feita em Comodoro

Um casal foi preso com quase 2 mil pedras de diamante, na BR-364, em Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho. O caso foi registrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na manhã desta sexta-feira (19). As pedras estavam escondidas na calcinha da mulher, de 41 anos.

De acordo com a PRF, a caminhonete foi parada em uma abordagem de rotina, no Km 01 da rodovia. Os suspeitos teriam saído de Porto Velho e seguiam para Foz do Iguaçu (PR). Ao solicitarem os documentos, os agentes perceberam que o motorista, de 65 anos, demonstrou nervosismo.

Além disso, o casal divergiu diversas vezes sobre os motivos da viagem. Os agentes realizaram revista na caminhonete e no motorista, mas não encontraram nenhuma irregularidade.

Casal foi levado para Polícia Federal — Foto: Eliete Marques/G1

Em seguida, os agentes informaram ao casal que solicitariam a presença de uma policial feminina, para revistar a mulher. Diante disso, a suspeita disse que não seria necessária a revista e revelou que estava com diamantes escondidos na calcinha.

A suspeita foi ao banheiro e entregou 1.930 pedras preciosas à polícia. Os diamantes estavam em três pequenos envelopes plásticos, envolvidos em papel e fita adesiva.

O casal contou à PRF que comprou os diamantes em Ji-Paraná (RO) pelo valor de R$ 300 mil. Eles ainda disseram que entregaram uma casa no negócio, mas não revelaram a identidade do vendedor.

O homem disse que mora em Porto Velho e trabalha como pedreiro. A mulher é fisioterapeuta e estuda medicina em Foz do Iguaçu. Ambos foram levados para a Polícia Federal (PF), onde estão sendo ouvidos.

Notícias Relacionadas