Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
10
jul
2021

Essenciais apenas para trabalhar? Funcionários de Supermercados, Postos de Combustíveis e outros essenciais, são esquecidos na vacinação

por Roney Ribeiro

Ao assinar os primeiros decretos, os setores foram um dos primeiros a serem lembrados, Supermercados, postos de combustíveis, padarias, feirantes, foram considerados essenciais, deveriam continuar funcionando, obedecendo claro as “medidas de segurança”.

E assim fizeram, rapidamente buscaram se adequar as exigências impostas pelos governos, e seguiram trabalhando, mas também servindo a sociedade, afinal comer e abastecer os veículos é de fato necessidade básica.

Mas aí veio os planos de vacinação, e diversas classes foram contempladas como sendo prioridade, e ficou claro que faltou aos supermercados, padarias e postos de combustíveis, a mesma atenção e preocupação que tiveram para que não parassem de trabalhar.

Os atendentes dos caixas dos supermercados, das padarias e dos postos de combustíveis, deveriam ser prioridade antes de quase tudo e todos, não é plausível que setores que se trancaram dentro de casa, tenham tido prioridade, e estes trabalhadores que não deixaram seus postos de trabalho um só dia, a não ser claro quando eram contaminados pelo COVID-19, ainda não tenham se quer previsão de quando serão imunizados.

Em Rondônia, o governador e os prefeitos, falharam miseravelmente neste ponto, estes trabalhadores são linha de frente, e mereciam ser vacinados o quanto antes, é uma questão de respeito e também de gratidão com estes trabalhadores que foram de fato essenciais para que os outros pudessem ficar no conforto de seus lares à espera da vacina.

A título de exemplo, o professor que trabalhou de casa todo esse tempo, foram vacinados antes destes setores que não é custoso lembrar, nunca pararam. Qual a lógica de salvar vidas com a vacina?

Notícias Relacionadas