Publicidade

Publicidade

Publicidade

Estudo realizado no Hospital Regional de Cacoal aponta alto índice de traumas faciais por acidente de trânsito

0
Real Turismo

Foi realizada no Hospital Regional de Cacoal a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso dos primeiros três formandos da Residência em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial. Um dos trabalhos, apresentado pelo ex-residente José Leozir Pedroso Junior, se destacou pelo tema proposto: Estudo Epidemiológico dos Traumas Buco-Maxilo-Faciais em um Hospital Público de Cacoal, Rondônia, entre 2011 e 2015. Ou seja, um estudo para descobrir as principais causas dos traumas de face.

Os resultados desse estudo demonstraram números alarmantes para os acidentes de trânsito na região de Cacoal e cidades vizinhas, pois dentre os 414 pacientes com traumas faciais no HRC no período de 2011 a 2015, cerca de 65% (269 casos) foram consequência de acidentes de trânsito. O restante dos casos tem como causa acidentes de trabalho, com animais, agressão física, trauma esportivo ou queda.

O estudo ainda revelou que dos 269 casos de traumas faciais por acidente de trânsito, 215 foram acidentes com moto; e a maior parte dos casos foram pessoas do gênero masculino entre 18 e 39 anos. O Coordenador da residência em Cirurgia Buco-Maxilo-Facial, Dr. Rogério Moraes, comentou a importância desse trabalho realizado: “Conseguimos identificar a causa desses traumas para que assim a população possa ser orientada pelos órgãos de trânsito. Ainda existe muito a ser melhorado, muitos desses pacientes envolvidos em acidente de trânsito estavam alcoolizados”.

Dentre os casos de trauma faciais por acidente motociclístico, muitos relataram estar usando capacete e mesmo assim tiveram graves fraturas, comprovando a alta velocidade e imprudência desses motociclistas. Desde 2011, o mês de maio é conhecido como “Maio Amarelo” sendo um movimento internacional que tem como objetivo conscientizar e chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

por Secom Governo
da Secom Governo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais